Conmebol apoia clubes contra medida proposta pela UEFA

14/06/2013

Ontem participei de algumas e palestras e debates do III Congresso Internacional de Direito Desportivo, que acontece até o fim da tarde de hoje em Porto Alegre e entre os assuntos abordados o que mais me chamou a atenção foi a questão relacionadas aos direitos econômicos dos jogadores.

A UEFA pediu em dezembro do ano passado que a FIFA impeça clubes do mundo todo de utilizarem o mecanismo de direito compartilhado. Sabe como funciona? Por exemplo, se o Villareal, da Espanha, quer contratar um jogador e deseja comprar 50% do passe dele sendo que os outros 50% sejam adquiridos por investidores, ele pode. Ainda.

Image

A União das Federações Europeias de Futebol é contra esse tipo de procedimento por considerar que a prática distorce a competição, uma vez que os clubes podem comprar o passe de jogadores para os quais não tinham dinheiro e os investidores podem desviar fundos do futebol.

Na França e na Inglaterra isso já é proibido, mas em países com menos aporte econômico, como Portugal, a partilha dos direitos econômicos é bastante comum. O Diretor de Assuntos Legais do Porto, Daniel Lorenz Pereira, esteve no Congresso, que acontece na sede do Ministério Público em Porto Alegre, e participou de uma mesa redonda sobre a polêmica. E afirmou:

– Um país que não tem as capacidades econômicas de Itália, Alemanha, França e Inglaterra tinha que encontrar uma maneira de se igualar para competir.

Ele defende que os direitos econômicos possam ser partilhados e diz que o argumento da UEFA de que os jogadores seriam “escravizados” e vendidos como mercadoria é no mínimo ofensivo:

– Sem consentimento prévio do atleta não há transferência. A UEFA não consultou jogadores, clubes, tomou as decisões sozinhas para depois propor um debate.

O advogado desportivo uruguaio Horácio González Mullin também participou do debate e relatou o que acontece no país vizinho, que proíbe o procedimento desde a década de 80. Segundo ele a proibição gerou um mercado ilegal e faz com que os clubes não consigam se desenvolver:

– Temos 16 clubes na série A e pelo menos a metade não chega a mil espectadores por partida, a não ser quando joga contra os grandes (Nacional e Peñarol) e com Defensor. Como pode sobreviver um clube sendo assim?

O Diretor de assuntos jurídicos da CONMEBOL, Gorka Villar, disse que a entidade sul-americana apoia o desejo da maioria dos clubes brasileiros e argentinos de manter a prática do direito econômico partilhado e vai interceder em relação a isso junto a FIFA:

– A solução não é proibir e sim regulamentar e controlar.

O debate foi mediado por um dos idealizadores do evento, o advogado Daniel Cravo.

Anúncios

Um ano pra ficar na história

05/04/2013

Lajeado vive um clima de euforia. Ou melhor, os torcedores do Lajeadense. Pela primeira vez na história a equipe de futebol da cidade poderá disputar o Campeonato Brasileiro. Ta certo, é da série D, mas quem se importa? E essa definição deve acontecer amanhã: o alvi-azul recebe o Novo Hamburgo em casa, as 20h30. Se vencer e o Juventude não derrotar o Canoas (partida marcada para as 16h deste sábado), o Lajeadense se tornará campeão do interior. Aí só perderia a vaga para o Brasileirão se outro time do Interior, que não o Juventude, chegasse à final da Taça Farroupilha.

Hoje o Lajeadense é vice-líder na classificação geral do Gauchão. Tem 26 pontos, dois a menos que o Inter, com 28. O que já é considerada uma grande conquista. Mesmo prestes a completar 102 anos de história (o aniversário é 23 de abril), os maiores títulos do clube foram os da segunda divisão do campeonato gaúcho (1959 e 1979) e a Copa Abílio dos Reis em 1998 (Antiga Copa FGF).

E olha só que bacana: esse momento histórico para o Lajeadense pode acontecer justamente dentro do novo estádio, inaugurado em janeiro deste ano. A Arena Alvi-azul tem capacidade para sete mil pessoas. Conta com quatro vestiários, sala de musculação, apartamentos, restaurante, amplo estacionamento, cabines de imprensa, camarotes e três campos suplementares, além das secretarias do clube. Que tal?

É amigo, um exemplo que de o futebol do Rio Grande do Sul ainda pode crescer e muito. Este ano não temos nenhum representante da Série B do Campeonato Brasileiro. Na C, apenas o Caxias. Quem sabe não vem aí um clube com organização o suficiente para dar mais alegrias aos gaúchos?

Recomendo uma visita ao site http://www.celajeadense.com.br. Bem organizado, tem detalhes bacanas sobre o Lajeadense. Vale a pena conferir


E começa a Copa do Brasil…

02/04/2013

É muito interessante esta sistemática da Copa do Brasil, mas convenhamos, é muito estressante em alguns casos. Veja o caso do Inter. O time porto alegrense, depois de 10 horas de viagem, chegou ao Acre, que além de ser longe pra caramba ainda tem uma hora de fuso horário. Quer coisa mais estressante do que isso?

Pois bem, mas ainda assim continuo sendo uma defensora, mesmo que para isso, em alguns momentos, tenha que se abrir mão do conforto. Os caras ganham um baita salário e podem. E agora, o que dizer do adversário? Neste caso, a coisa é injusta. Só o salário do D’Alessandro pode cobrir a folha de pagamento do Rio Branco por um ano. O time todo ganha R$ 80 mil. Caso o Inter não ganhe por mais de dois gols de diferença, o time do norte terá que vir para Porto Alegre.

Mudando um pouco de assunto, mas ainda o mesmo foco

A dimensão continental do Brasil deve ficar de lado quando falamos de futebol. Temos nas regiões norte e nordeste os maiores públicos em jogos. Em contrapartida, temos no sul e no sudeste os maiores times, os jogadores mais bem pagos, os melhores estádios, etc.

Os pequenos times dos interiores do País conseguem em jogos como este Rio Branco e Inter, por exemplo, encher o caixa e dar mais dignidade aos seus jogadores e ainda, em alguns casos, até fazer uma reforminha no estádio. Imagina se derrubar um grande?! Aí sim, é festa! Isso sem contar a possibilidade do torcedor, que está fora da sua terra natal, encontrar com o time de coração, que em outra ocasião não iria tão longe jogar uma partida.

Isso é o que eu acho de mais legal na Copa do Brasil. Esta oportunidade de trocas, de conhecimento, de admiração, de público, de igualdade, mesmo que desigual, é o que faz com que o futebol fique um pouquinho mais justo no Brasil.

Só pra lembrar

Este ano, a Copa do Brasil será disputada por 86 clubes e será dividida em sete fases regidas pelo sistema de eliminatórias simples em partidas de ida e volta. O clube que somar o maior número de pontos ganhos ao final do confronto estará classificado para a fase seguinte. Na primeira e segunda fases, o clube visitante que vencer a primeira partida por dois ou mais gols de diferença estará automaticamente classificado sem a necessidade da realização da partida de volta.

Por disputar a Libertadores da América, Grêmio, Fluminense, Corinthians, Atlético Mineiro e Palmeiras entram na disputa apenas nas oitavas-de-final assim como o Vasco, que herdou a posição do São Paulo (que além da Libertadores, também participa da Copa Sul-americana e não participa da Copa do Brasil).


Nova contratação

28/02/2013

Pessoal, apresento-lhes o novo reforço do Salto Alto FC.

Caroline Patatt!

Imagem

 

Para conhecer melhor a moçoila, basta clicar na aba “quem somos”.

Sejam queridos e deem as boas vindas! 🙂


O retorno

06/02/2013

Hoje, um pouco mais de uma década, Luiz Felipe Scolari, ou, simplesmente, Felipão, entra em campo como comandante maior da Seleção Brasileira. Junto, entram com ele, a esperança do heptacampeonato mundial, de um time harmônico, não de um espetáculo, mas certamente de um belo jogo.

O brasileiro estava desacreditado na sua seleção. Por melhor, que, o também gaúcho, Mano Menezes fazia tudo parecia pouco. Até os jogadores pareciam desacreditar. Mas e hoje, será que isso muda? Tomara.

Foto: AE

Foto: AE

Felipão já disse que é para o povo preparar o coração, porque a seleção canarinho, aquela que vencia tudo, estava de volta. O técnico, vencedor por todos os times pelos quais passou, chegou dizendo que voltou para ganhar.

Em campo, Ronaldinho Gaúcho! Quem diria?! O guri rebelde voltou, esperamos que com seu melhor futebol. Luís Fabiano também volta. O fabuloso diz confiar em seu ‘taco’. Fred, bem não vou muito com a cara dele, está na disputa com Luiz Fabiano, prefiro olhar nesta ótica, apesar de achar que é LF que disputa com Fred.

Foto: EFE

Foto: EFE

Em entrevista coletiva à imprensa, Felipão falou que pretende manter ‘alguma’ base de Mano. Mas já alertou que vai fazer mudanças, que é necessário, e que não é para ninguém ‘se assustar’.

‘Não se assustem se um jogador que vocês imaginem que comece, não comece. Vai ter que haver uma organização entre primeiro e segundo tempo, a Inglaterra está preparada para 90 minutos, nós não’, afirmou Scolari.

A grande questão é que hoje, às 17h30, Inglaterra e Brasil entram em campo para uma partida que marcará os 150 anos da Federação Inglesa de Futebol e o retorno de Felipão. O clássico será no charmoso e imponente Estádio Wembley. A única certeza é que queremos vitória. E não só. Queremos uma vitória de nível, se possível, com show!


Sete dias de futebol no cinema

24/04/2012

Que tal aderirmos cinema a nossa programação futebolística? De hoje até 03 de maio acontece a “Mostra Futecine – Convergência de Paixões”, no CineBancários em Porto Alegre – Rua General Câmara, 424, Centro. O evento é uma realização do Convergência Colorada, em parceria com o SindBancários.

Programação especial para os cinéfilos apaixonados por futebol

E o melhor de tudo, entrada é gratuita. Basta enviar e-mail para conv.colorada@gmail.com, com nome, RG, dia e horário da sessão. Após a confirmação, o ingresso pode ser retirado até 15 minutos antes da sessão. Barbadinha!!! Corre lá!


Pela PAZ!

02/02/2012

Em plena semana de Gre-Nal, precisamos conviver com este tipo de notícia.

Mais de 70 mortos e 1000 feridos. Esta estatística embrulha o estômago de qualquer um em qualquer situação. Imagine então que isto ocorreu em um jogo de futebol!

A partida válida pelo campeonato egípcio, entre Al-Masry e Al-Ahly, ficou marcada pela confusão quase que inacreditável entre os torcedores das duas equipes. Tudo teve início quando fogos de artifício foram lançados em comemoração a um dos gols da partida, e torcedores do Al-Masry invadiram o campo e agrediram fortemente a comissão técnica do adversário.

Depois da tragédia, campeonato egípcio foi paralisado (Foto – Stringer/Reuters)

Após o apito final, torcedores do Al-Masry invadiram o campo para comemorar a vitória de virada por 3×1 em cima do visitante Al-Ahly, atual campeão do Egito. Alguns deles empunhavam facas e objetos cortantes e, sem pensar, partiram pra cima da torcida adversária. O triste saldo da tragédia não precisa ser repetido…

Aqui falamos de futebol, de alegria, de emoção. Mas com nosso clássico se aproximando, sempre é bom reforçar o que JAMAIS pode acontecer. Famílias estão deixando de ir aos Estádios por medo do que a rivalidade é capaz de fazer com o pensamento das pessoas.

Nossos dois grandes clubes de Porto Alegre são tão importantes, tem torcidas tão fantásticas, que cantam, pulam e incentivam o time sem parar. Não vamos manchar isto com brigas e confusões. A peleia precisa ser sadia e ficar dentro das quatro linhas, tendo seu pico em uma chegada mais forte no adversário e nada além disso.

Que as estatísticas fiquem no número de gols…


%d blogueiros gostam disto: