Vermelhou no Gauchão

03/02/2013

Foi colorada a primeira comemoração de 2013. O Gre-Nal de número 395, disputado nesta tarde em Erechim, terminou com vitória de 2 a 1 do Inter em cima do Grêmio, fazendo valer o favoritismo de quem foi a campo com o time titular. O tricolor usou o time B, reforçado por alguns nomes do time principal. Mesmo com a diferença técnica entre as duas equipes, pode-se dizer que a partida foi parelha.

O Inter começou tomando conta do jogo, com boas jogadas armadas pelo meio de campo, onde Willians fez sua estreia em clássicos mostrando boa movimentação. O ataque de estrelas, no entanto, encontrou dificuldade contra a zaga tricolor, composta pelo titularíssimo Werley e o garoto Bressan, que vem mostrando personalidade e segurança na defesa, apesar da pouca experiência. O Grêmio logo se encontrou no jogo e passou a também levar perigo a Muriel, que precisou fazer algumas boas defesas.

Dupla colorada decidiu o clássico

Dupla colorada decidiu o clássico

O que fez toda a diferença foi a qualidade indiscutível de jogadores consagrados como Forlán e Damião, autores dos gols colorados. Forlán justificou o esforço que a direção colorada fez para contar com ele no clássico. Do outro lado, Fernando também mostrou sua estrela em meio a um time desentrosado, marcando o gol gremista justamente na sua cidade natal. Léo Gago também mostrou evolução nesse início de campeonato, arriscando vários chutes de fora da área.

Enfim, nada mal para um início de temporada!

Com a vitória, o Internacional chega a oito pontos no Grupo B do Gauchão. O próximo jogo será nesta quarta, contra o Lajeadense. Já o Grêmio permanece com 3 pontos ganhos no Grupo A e enfrenta o São José, também na quarta-feira.


Confusão no Olímpico, punição na Arena

10/12/2012

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) julgou  Grêmio e Internacional, no final da tarde de hoje, pelos problemas que ocorreram no Gre-Nal do dia 02 de dezembro. As expulsões, brigas e explosões que aconteceram durante a partida levaram os dois times ao tribunal, resultando em punições para ambos os lados.

No julgamento dos lances do Gre-Nal sobrou punição para todo lado

No julgamento dos lances do Gre-Nal sobrou punição para azuis e vermelhos

Pelo Grêmio, Saimon pegou um gancho de 2 jogos pelo desentendimento com o técnico Osmar Loss, enquanto Vanderlei Luxemburgo foi suspenso por uma partida, por ter invadido o campo para acalmar Anderson Pico durante confusão no gramado. Do lado vermelho, Leandro Damião pegou a mesma pena de Saimon pela cotovelada que atingiu o zagueiro gremista e ficará dois jogos fora, assim como Osmar Loss. O único que se safou foi Muriel, que recebeu apenas uma advertência.

Por causa do rojão arremessado pela torcida do Grêmio, o clube foi multado e ainda perderá o mando de campo da Arena em um jogo de campeonato nacional. Ou seja, a estreia do Grêmio em competições nacionais no seu novo estádio será adiada, graças à irresponsabilidade de um “torcedor” que já foi para o jogo mal intencionado, mesmo sabendo que isso prejudicaria seu time.

Parabéns aos envolvidos.


Os selecionados…

02/08/2012

Todo clube torce para ter jogadores em destaque, reconhecidos mundialmente, que façam parte das respectivas seleções e tudo o mais, mas desde que isso não bagunce o planejamento.

E, no atual momento, o Inter está vivendo o lado negativo de ter um bom elenco. Antes da venda oficial de Oscar, o Colorado já contava com os desfalques de Damião e Oscar, que estão servindo a Seleção Brasileira. Agora, depois do término dos Jogos Olímpicos, Leandro Damião ainda terá mais um jogo amistoso onde defenderá a amarelinha.

Assim como o atacante, Forlán e Guinazu também foram convocados, cada qual para a sua seleção, para disputa de um amistoso. O problema? É tudo na mesma data, ou seja: o Inter já teria três desfalques garantidos para o confronto contra o Corinthians, dia 16.

Como essa possibilidade não agradou em nada a direção do clube, o Inter já está se movimentando para adiar o jogo contra o Timão, com a alegação desse grande número de desfalques por convocação.


Dinheiro versus futebol

25/06/2012

Voltei de viagem faz uns dias, e na bagagem veio junto um pensamento sobre o futebol internacional que quero compartilhar aqui com vocês.

Por muito tempo, nós, sul-americanos, tivemos o domínio do futebol. Não só o futebol bonito, mas também o de resultado, com Brasil e Argentina como protagonistas.

Nessa época, a Europa tinha o dinheiro; nós, o futebol. E pro brasileiro acostumado com a política do pão e circo, isso bastava em época de Copa do Mundo.

Mas o futebol do século 21 mudou. Agora, nós temos o dinheiro; eles, o futebol.

A Europa em crise parece jogar um futebol bonito, vistoso, protagonizado por uma Espanha com 40% de desemprego entre os jovens.

E nós, em épocas de pleno emprego, temos que nos contentar com os dribles isolados do Neymar. Fizemos fiasco nas últimas Copas do Mundo, e o tão aclamado Santos dos meninos da Vila caiu feio diante do especial Barcelona.

Assim, eu fiquei pensando: quem tem dinheiro, compra os melhores jogadores do mundo. Quem não tem, precisa fabricar jogadores em casa, nas categorias de base.

E será que aí está a receita do sucesso? O investimento na base, e não nos milhões necessários pra comprar um jogador já formado?

Por isso que o Barcelona das categorias de base fortes foi tão superior nos últimos anos ao galático e milionário Real Madrid?

É de se (re)pensar…

***

Justamente sobre esse aspecto que vou falar sobre a notícia que ouvi quando voltei de viagem: a de que Leandro Damião seria comprado por muitos (MUITOS) milhões por mais um daqueles times comandados por milionarios do petróleo ou empresários russos (esses países sim tem muito dinheiro e pouco futebol).

Pensar em perder o Damião no meio do ano não é nada agradável pros colorados. Mas, considerando a lógica escrita acima, nada mais certo. Assim, com esses vários milhões, o Inter vai poder investir nas categorias de bases pra seguir revelando jogadores espetaculares como os últimos Nilmar, Sobis, Damião e Pato.

Até que não me soa tão ruim…

***

Quanto ao jogo de ontem, uma rápida consideração: não fizeram mais do que a obrigação. Pra mim, a cabeça do Dorival segue na guilhotina.

***

Clarissa Londero

levantando a bandeira vermelha no Salto Alto Futebol Clube


Quem da dupla vai para as Olimpíadas

14/03/2012

Acabou de sair a pré lista dos jogadores que poderão ir a Londres disputar as Olimpíadas pelo nosso país. Não impressionadas ficamos quando vimos o nome de Ronaldinho Gaúcho como escrito no papel de Mano mesmo o atleta estando em crise no Flamengo. Nos destaques ausentes dos daqui, reparamos na falta de Mário Fernandes que ano passado pediu dispensa da convocação para a Seleção.

As Olimpíadas possuem uma regra diferente de outras competições da seleção principal. Apenas 3 jogadores podem tem mais de 23 anos. Nesta pré lista que possui 52 nomes, 16 jogadores citados são maiores da idade limite permitida.

Vamos aos nomes:

Adriano (Barcelona)
Alex Sandro (Porto)
Alexandre Pato (Milan)
Allan (Vasco)
André (Atlético Mineiro)
Bernard (Atlético Mineiro)
Bruno Uvini ( Tottenham)
Daniel Alves (Barcelona)
Danilo (Porto)
David Luiz (Chelsea)
Dedé (Vasco)
Diego Alves (Valencia)
Douglas Costa (Shaktar Donetsk)
Dudu (Dínamo de Kiev)
Elias (Sporting)
Elkeson (Botafogo)
Fagner (Vasco)
Fernandinho (Shaktar Donetsk)
Fernando (Grêmio)
Gabriel (Cruzeiro)
Gabriel Silva (Novara)
Galhardo (Flamengo)
Paulo Henrique Ganso (Santos)
Giuliano (Dnipro)
Henrique (Granada)
Hernanes (Lazio)
Hulk (Porto)
Jefferson (Botafogo)
Jonas (Valencia)
Juan (Internazionale)
Julio Cesar (Internazionale)
Leandro Damião (Internacional)
Lucas (São Paulo)
Lucas Mendes (Coritiba)
Luisão (Benfica)
Marcelo (Real Madrid)
Marquinhos (Corinthians)
Neto (Fiorentina)
Neymar (Santos)
Oscar (Internacional)
Philippe Coutinho (Espanyol)
Rafael (Manchester United)
Rafael Cabral (Santos)
Renan Ribeiro (Atlético Mineiro)
Romário (Internacional)
Rômulo (Vasco)
Ronaldinho Gaúcho (Flamengo)
Sandro (Tottenham)
Thiago Silva (Milan)
Wellington Nem (Fluminense)
Willian José (São Paulo)

E nós seguimos na torcida para que Fernando, Damião, Oscar e Romário sigam firmes e fortes na lista até o dia do anúncio oficial marcado para 6 de Julho. Apenas 18 jogadores irão  para a Inglaterra.


Contagem regressiva

20/11/2011

Falta pouco, torcedor. O Campeonato Brasileiro está chegando na sua reta final e antes do seu fim, a matemática já mostra as suas exatas conclusões. E nessa jogada de números, quem se deu bem na rodada do finde foi o Internacional, que enfim chegou ao tão amado G5.

Botafogo x Internacional provou que, quem gosta mesmo de futebol tem que ter um coração resistente. Pois os minutos finais de uma partida equivalem a todos os 90 minutos jogados em questão de fortes emoções. O Colorado sabe bem disso pois foi um bravo lutador durante todo o tempo, mas foi só estar vencendo e levar um gol do Bota que aquele que é GIGANTE se tornou tão pequeno quanto um botão de flor.

Um primeiro tempo bem tático, jogado, batido. Com ele veio o presente do torcedor de vermelho. A volta dos gols de Leandro Damião que tatuou na bola as traves da sua chuteira e abre o placar aos 48 min. E no segundo tempo, o Inter continuou bancando o Golias até os 28min quando Andrézinho presenteia o garoto Oscar, que soube retribuir a gentileza do colega com o segundo gol do Inter.

Ele voltou com tudo (Foto: Futura Press)

Daí, meus amigos, o Inter se mixou. Ficou pequeno. Calçou 34. Se encolheu depois de tanto show. Dorival Jr surpreendeu recuando o time. A retranca apareceu da saída de D’Alessandro para a entrada de Elton e Oscar saiu para que Fabrício jogasse. Foi a partir daí que os cardíacos pediram ambulância. Pois nesses minutos o Botafogo conseguiu o seu desconto aos 31 min com Felipe Menezes. O jogo foi até 49, minha gente. Foi sufoco a todo pano, mas para a felicidade dos gaúchos colorados, o Inter conseguiu a 5ª posição do campeonato com 57 pontos.

Faltam apenas 2 jogos para o final do brasileiro. O Inter tem pela frente o Flamengo (que empatou hoje) e o Grêmio (que perdeu ontem). Haja coração!!!

Botafogo (1): Jefferson; Alessandro, Antônio Carlos, Fábio Ferreira, Bruno Cortês; Everton, Marcelo Mattos, Renato, Elkeson; Loco Abreu, Herrera.

Internacional (2): Muriel; Nei, Bolívar, Rodrigo Moledo, Kleber; Guiñazu, Tinga, Oscar, D’alessandro;  Gilberto, Damião.


Inconstância

08/11/2011

É a palavra que define as campanhas de Inter e Grêmio até o presente momento no Campeonato Brasileiro.

A constante permanência do colorado na 7ª posição descreve bem como o time vem se comportando na competição. Algumas vitórias grandiosas, (3×0 no Vasco em casa e Palmeiras fora) e tropeços (3×3 com o Santos e 1×2 contra o Flu, no Beira-Rio). Quando parece que vai engrenar, desanda. E quando parece que desandou, engrena novamente. O Inter chegou a beliscar a vaga para a Libertadores, mas sempre se manteve ali, em torno da 7ª posição.

Damião - gols e lesão determinantes na campanha colorada (Foto - Gazeta Press)

O Tricolor começou o ano como um pesadelo assombrado pelo rebaixamento e há poucas rodadas ainda sonhava com a vaga na Libertadores. A irregularidade do lado da Azenha é diferente. Um começo conturbado, empates bobos no Olímpico (2×2 contra Avaí e 1×1 contra América-MG) e derrotas fiasquentas fora de casa (0x3 contra Ceará, 0x4 contra Vasco e 0x2 contra Atlético-MG). Ao comando de Roth, o Grêmio deu uma guinada na tabela, mas as falhas e falta de elenco culminantes do início da temporada ainda respingam em alguns jogos e impedem o Grêmio de sonhar com algo maior.

Roth livrou o rebaixamento, mas não decolou (Foto - Agência Estado)

Creio que as posições que ocupam atualmente não devem mudar tanto, e a Libertadores parece estar descartada para os gaúchos. O Inter pode conseguir a vaga ainda, mas não vem demonstrando a vontade necessária para isso. Que sirva de lição para o melhor planejamento no ano que vem, pois as equipes titulares são boas, o que falta é reposição na hora dos desfalques.


%d blogueiros gostam disto: