Profissão: torcedor

30/03/2014

Subi no trem, sentei no banco. Pensei: “hoje quero ser um deles”. Não é sempre que você, na condição de jornalista, passa a integrar o grupo dos torcedores. Ainda mais na camufla, como era a minha proposta. Me juntei à massa que se deslocava para à Arena no meio de milhares de pessoas animadas e confiantes. Hoje eu também quero ter essa sensação.

IMG_3598Vesti uma camiseta branca e uma calça preta (o que para mim estava completamente parcial). Este detalhe, por sinal, foi o primeiro item de uma final com clássico que incomodou meus companheiros de jogo. Todos se olhavam. Se eu pudesse ler o pensamento, conseguiria visualizar aquela nuvem em cima da cabeça deles dizendo assim: essa daí veio a passeio. Em um GreNal, preferi adentrar na torcida da casa para evitar um possível tumulto diante dos visitantes. Notei que os portões eram nomeados com as letras do alfabeto, porém na Arena não existe o portão de letra “I”. Sinceramente, acho engraçado essa rivalidade levada tão a sério. Passei a roleta, cheguei no estádio. Por um momento me senti um peixe fora d’água mas quis ir até o fim na minha decisão.

Como a proposta era curtir aquelas horas como torcedora, não deixei de comprar um lanche com refri. Sentei (num acento que não era meu no qual tive que sair dali depois), comi, me sujei de molho e relaxei. Avistei alguns colegas de imprensa trabalhando no gramado. Sorri e tentei dar um tchauzinho discreto com a mão. Notei que um homem acima do peso me cuidava com os olhos. Foi aí que decidi ficar quieta na minha e relaxar. Não foi tão difícil, afinal o DJ da Arena estava inspirado. No telão, shows de Rollign Stones e Foo Fighters. em torno de 5 minutos antes de começar o jogo resolvi comprar aqueles copinhos de água, pois o calor que fazia no dia de hoje, era algo absurdo. Mas mais absurdo era cobrar 3 reais por dois goles de água. Entrei no clima. Reclamei da inflação do lanchinho, discuti com o vendedor de bebidas, só não xinguei o juiz por que daqui uns dias vou precisar entrevista-lo. Não dá para fugir da tua vida.

IMG_3597Ahh mas teve o jogo. Sim, a partida. Foi estranho para mim ver o Edinho de azul. Assim como avistar o Dida, que até ano passado defendia o Grêmio, estar na goleira do Internacional. E nem por isso o nome dele foi o mais vaiado na hora da escalação. Foi D’Alessandro, claro. Mas esse Gre-Nal não foi o camisa 10 que brilhou ali. Tá, não é segredo para ninguém que o Inter venceu o primeiro jogo da final e não vamos polemizar esse post light xingando e apontando quem foi o melhor. O jogo iniciou muito bom mas depois do primeiro gol o Grêmio relaxou legal e o seu goleador, Barcos, ficou mais lento que uma tartaruga. Nesta partida não vou destacar um atleta, vou destacar o bom raciocínio do técnico Abel Braga, que se mostrou firme na posição de deixar Rafael Moura comandar o ataque sozinho e assim vencer de virada na casa do adversário com 2 gols. Mas isso já seria comentário jornalístico. Não?

Senti a aflição da garotinha de azul. Vi uma vózinha chorando. Vi torcidas brigando entre si. Vi vermelho sorrindo e azul chateado. Mas eu vivi tudo isso e tinha esquecido como era bom sentir o momento do torcedor. Sentir o coração bater mais forte. Gritar “uhhh!” e “não foi nada, seu juiz”. Essa sensação me aguarda com ainda mais ansiedade para a  Copa do Mundo. E neste dia, seremos todos por um só.

IMG_3589


Segunda de campeões pelo Brasil

06/05/2013

Olá

Bom dia!

Mais uma semana começando e eu morrendo de saudades de vocês! Veranico de maio parece (vamos aguardar o desenrolar do dia) estar acabando. E o que acaba por essas bandas é o campeonato gaúcho. Inter, campeão do turno e consequentemente campeão gaúcho. Para o jogo ontem, confesso que não achei um inter em sua melhor forma. Gabriel foi desarmado de forma muito inteligente pelo Juventude de Lisca… Pressão, pressão mesmo sé a partir dos minutos finais de jogo. Um impedimento de gol em tempo regular que divide opiniões para o lado do verdão da serra. E, pênaltis. Quando D’Alessandro – um bom batedor – não guardou o seu cheguei a pensar que o futuro colorado seria o mesmo do tricolor no gauchão.  Muriel reverte e ao fim tudo certo. Todos nós já sabemos o resultado.

Foto: Alexandre Lops - Internacional/Divulgação

Foto: Alexandre Lops – Internacional/Divulgação

Quero deixar registrado aqui minha admiração por um cara que gastou muita voz nesse campeonato, o seu primeiro como técnico de clube. Mas que a garra me motiva há muito já. Dunga. Muito do meu gosto por futebol está ligado a esse cara aí. Eu, um copo de coca-cola, um balde de pipoca, os vizinhos do 4º andar e o tetra de 94. Não lembro de futebol antes dele segurando aquela taça. Enfim, só para registrar até a foto escolhida na ilustração.

O mesmo inter sofre uma perda nessa final de campeonato: Damião. O jogador sentiu a coxa no confronto de domingo e deve fazer companhia à Dátolo no DM do Inter por pelo menos 15 dias. O próximo confronto do time de  Dunga em é 15 de maio contra o Santa Cruz pela Copa do Brasil.

Uma boa semana para todos e confiram os estados que já possuem campeões com os resultados do final de semana!

Botafogo 1 x 0 Fluminense –  BOTAFOGO campeão carioca e o kissuco fervendo pro lado do Abelão.

Cuiabá 2 x 1 Mixto – Cuiabá vence nos pênaltis por 3 a 2  – CUIABÁ campeão Mato grossense

Cene 4 x 0 Naviraiense  – CENE campeão Sul-Mato grossense


Imortal Tricolor …

23/04/2013

Meu Deus! O que acontece com o Grêmio alguém pode me explicar? O que foi esse jogo contra o São Luiz? Já diria alguém… “Não tá no gibi!”. Jogo ruim, resultado favorável, mas péssimo. Garantindo a vaga nos pênaltis, por 5 a 3, o tricolor vai decidir a classificação para a final em Caxias do Sul contra o Juventude.

Explica Luxemburgo!   (Foto: Divulgação/ Grêmio)

Explica Luxemburgo! (Foto: Divulgação/ Grêmio)

Na quinta-feira havia sido aquele jogo de “meu Deus” lá no Chile. Há quem diga “com a cara do Grêmio” ou “guerreiro imortal”. Convenhamos… Chega, né?! O torcedor nem cobra por espetáculo, mas sim por qualidade.

Os dois últimos jogos do tricolor foram medíocres. Sim, medíocres! Não sei se é falta de interesse, problemas em casa, com a mulher ou no vestiário. Mas assim não dá mais. Não é possível ter tranquilidade olhando o jogo. É sempre perigoso. Por vezes o Grêmio até consegue envolver o time adversário, que no caso dos dois últimos, não eram times de ponta, mas logo degringola.

Em campo, jogadores como Barcos – que sem meio de campo só recebe bola quadrada – sem jogar o que sabe. Outros ficam se enrolando como Vargas e André Santos, vindos a preço de ouro, eles poderiam se doar um pouquinho mais, não?

barcos

Pelo Twitter, o zagueiro Cris, que não andou se comportando bem, disse: “Classificação suada contra o São Luiz no Gauchão. O mais importante é vencer!”. Não, não é só isso o mais importante. O mais importante é vencer dando segurança que o próximo jogo será melhor, mas o que anda acontecendo no Grêmio é que a cada jogo o time está pior.

Assim, que me desculpem os gremistas, o tricolor imortal não passa da próxima fase do Gauchão. Quiçá da Libertadores.


Um ano pra ficar na história

05/04/2013

Lajeado vive um clima de euforia. Ou melhor, os torcedores do Lajeadense. Pela primeira vez na história a equipe de futebol da cidade poderá disputar o Campeonato Brasileiro. Ta certo, é da série D, mas quem se importa? E essa definição deve acontecer amanhã: o alvi-azul recebe o Novo Hamburgo em casa, as 20h30. Se vencer e o Juventude não derrotar o Canoas (partida marcada para as 16h deste sábado), o Lajeadense se tornará campeão do interior. Aí só perderia a vaga para o Brasileirão se outro time do Interior, que não o Juventude, chegasse à final da Taça Farroupilha.

Hoje o Lajeadense é vice-líder na classificação geral do Gauchão. Tem 26 pontos, dois a menos que o Inter, com 28. O que já é considerada uma grande conquista. Mesmo prestes a completar 102 anos de história (o aniversário é 23 de abril), os maiores títulos do clube foram os da segunda divisão do campeonato gaúcho (1959 e 1979) e a Copa Abílio dos Reis em 1998 (Antiga Copa FGF).

E olha só que bacana: esse momento histórico para o Lajeadense pode acontecer justamente dentro do novo estádio, inaugurado em janeiro deste ano. A Arena Alvi-azul tem capacidade para sete mil pessoas. Conta com quatro vestiários, sala de musculação, apartamentos, restaurante, amplo estacionamento, cabines de imprensa, camarotes e três campos suplementares, além das secretarias do clube. Que tal?

É amigo, um exemplo que de o futebol do Rio Grande do Sul ainda pode crescer e muito. Este ano não temos nenhum representante da Série B do Campeonato Brasileiro. Na C, apenas o Caxias. Quem sabe não vem aí um clube com organização o suficiente para dar mais alegrias aos gaúchos?

Recomendo uma visita ao site http://www.celajeadense.com.br. Bem organizado, tem detalhes bacanas sobre o Lajeadense. Vale a pena conferir


Começa a Taça Farroupilha

18/03/2013

Olá, olá! Hoje é segunda-feira, ressaca para uns, glória para outros, reestreia para times em volta de returno de campeonato. Lembrando que o Grêmio volta a entrar em campo pela Libertadores apenas na primeira semana de abril. Enquanto isso time titular na Taça Farroupilha.

E por falar em Grêmio quero salientar a importância da solidariedade no futebol. O atacante Hernán Barcos viajou para Santa Maria neste domingo com sua família para ver a menina Gabrieli Van Oudheusden Medeiros, de três anos, a ‘Piratinha’, e realizou o sonho da garota, que se recupera de leucemia no Hospital Universitário, em Santa Maria, interior do Rio Grande do Sul.

A piratinha consegue a visita do Pirata - Foto: Divulgação

A piratinha consegue a visita do Pirata – Foto: Divulgação

No sábado o Grêmio bateu o Lajeadense por 2 a 0 no primeiro jogo entre brasileiros na Arena. Zé Roberto – voando mais que muito moleque – foi o destaque da partida. O inter, por sua vez, bateu o Canoas por 3 a 1 no Estádio do Canoas.

Destaque dessa vez para Josimar que está conquistando seu espaço e após algumas assistências abriu o placar do domingo sendo assim uma boa opção para Dunga com o retorno de Willians marcada para as próximas semanas.
No mais, fique com o resumo dos placares da Taça que abre no final de semana:

 

Cruzeiro – POA 0 x 1 Passo Fundo

Caxias 3 x 2 Cerâmica

Grêmio 2 x 0 Lajeadense

Novo Hamburgo 0 x 1 Pelotas

Esportivo 1 x 2 Juventude

Canoas 1 x 3 Inter

Santa Cruz 0 x 2 Veranópolis

São Luiz 1 x 0 São José


Destaques pampeanos!

14/05/2012

Um evento no início da noite de hoje, no Grêmio Náutico União, premiou a seleção do Gauchão 2012.

O Inter, campeão, teve quatro nomes entre os melhores do campeonato: o zagueiro ìndio, o volante Sandro Silva, o atacante Leandro Damião, que, além da seleção, terminou como artilheiro, e o meia Dátolo, escolhido também como o craque do Gauchão.

Goleiro: Paulo Sérgio (Caxias)

Lateral-direito: Raulen (Veranópolis)

Zagueiros: Lacerda (Caxias) e Índio (Inter)

Lateral-esquerdo: Fabinho (Caxias)

Volantes: Fernando (Grêmio) e Sandro Silva (Inter)

Meias: Eduardinho (Veranópolis) e Dátolo (Inter)

Atacantes: Vanderlei (Caxias) e Leandro Damião (Inter)

Revelação: Wangler (Caxias)

Artilheiro: Leandro Damião (Inter)

Craque: Dátolo (Inter)

Árbitro: Márcio Chagas da Silva

Melhor técnico: Paulo Porto (1º turno Caxias)

Melhor dirigente: Osvaldo Voges (Caxias)


Com a palavra, o “profexô”!

30/04/2012

Já deram uma olhada no blog do Luxa?

Ele comentou a própria expulsão, reconheceu o erro, mas não deixou de dar uma cutucadinha no rival.

luxa blog


%d blogueiros gostam disto: