Outro 2 a 1 para a coleção

24/02/2013

Deu a lógica no clássico: os titulares do Internacional venceram a equipe reserva do Grêmio por 2 a 1 em Caxias do Sul e avançaram no Campeonato Gaúcho. Nada mais justo do que a vitória do time que valorizou a competição e foi com força máxima contra o rival.

O placar de 2 a 1, inclusive, tem sido rotineiro em Grenais. Os dois clássicos disputados este ano terminaram assim, ambos a favor do Internacional. Em 2012 também tivemos duas vezes esse mesmo resultado, assim como em 2011… e em 2009, o 2 a 1 aconteceu QUATRO vezes nos jogos da dupla! No placar geral dos “2 a 1” nesse meio tempo, foram seis vitórias coloradas e quatro gremistas. (Obrigada pela pesquisa, Matheus Schenk!)

No clássico desta tarde, os tricolores foram a campo com vontade e determinados a não dar vida fácil ao Inter.  Os colorados, cientes da sua superioridade técnica, começaram a partida com todo o gás, com direito a uma bola na trave logo no inicio do primeiro tempo. Mas a resposta veio em seguida, com o Grêmio reagindo e apertando a marcação no meio de campo, dificultando o trabalho de D’alessandro & Cia.

Forlán e Moledo contabilizam outro 2 a 1 a favor do Inter (Foto: Alexandre Lops)

Forlán e Moledo contabilizam outro 2 a 1 a favor do Inter (Foto: Alexandre Lops)

O desequilíbrio veio com o pênalti de Biteco em Forlán, que o próprio uruguaio cobrou. Apesar do esforço de Dida, que acertou o canto e se esticou todo, o chute forte de Forlán morreu no fundo das redes. A partir dai, o jogo tomou sua forma final: o Grêmio se segurando na marcação, mas sem nenhum poder ofensivo. Bom para o Inter, que fez valer seu futebol “superior” e manteve a vantagem, aproveitando os espaços para avançar e chegar ao segundo gol, marcado pelo zagueirão Moledo.

O Grêmio, já com Bertoglio e Willian José em campo, lutou o quanto pôde. O problema é que só luta não adiantou, faltou bola no corpo para mudar o resultado. Apenas o placar mudou, após pênalti de Josimar em Douglas Grolli. Willian José cobrou e descontou, decretando o placar final do clássico de número 396.

A baixa da tarde ficou por conta de Alex Telles, que teve um choque feio com Gabriel e saiu de campo direto para o hospital. O lateral tricolor sofreu traumatismo na face ao bater o rosto na nuca de Gabriel, foi atendido em um hospital de Caxias e já retornou para Porto Alegre, onde amanhã dará continuação ao tratamento. Provavelmente o atleta precisará passar por cirurgia, para corrigir o problema.

Agora o Inter pegará o Esportivo no próximo final de semana, pelas semifinais da Taça Piratini. Já o Grêmio dá uma pausa no Gauchão e segue com a preparação para os próximos jogos pela Copa Libertadores. No dia 05 irá enfrentar o Caracas, em Porto Alegre. Só resta confirmar se o palco da partida será a Arena ou o Estádio Olímpico.

Anúncios

Vermelhou no Gauchão

03/02/2013

Foi colorada a primeira comemoração de 2013. O Gre-Nal de número 395, disputado nesta tarde em Erechim, terminou com vitória de 2 a 1 do Inter em cima do Grêmio, fazendo valer o favoritismo de quem foi a campo com o time titular. O tricolor usou o time B, reforçado por alguns nomes do time principal. Mesmo com a diferença técnica entre as duas equipes, pode-se dizer que a partida foi parelha.

O Inter começou tomando conta do jogo, com boas jogadas armadas pelo meio de campo, onde Willians fez sua estreia em clássicos mostrando boa movimentação. O ataque de estrelas, no entanto, encontrou dificuldade contra a zaga tricolor, composta pelo titularíssimo Werley e o garoto Bressan, que vem mostrando personalidade e segurança na defesa, apesar da pouca experiência. O Grêmio logo se encontrou no jogo e passou a também levar perigo a Muriel, que precisou fazer algumas boas defesas.

Dupla colorada decidiu o clássico

Dupla colorada decidiu o clássico

O que fez toda a diferença foi a qualidade indiscutível de jogadores consagrados como Forlán e Damião, autores dos gols colorados. Forlán justificou o esforço que a direção colorada fez para contar com ele no clássico. Do outro lado, Fernando também mostrou sua estrela em meio a um time desentrosado, marcando o gol gremista justamente na sua cidade natal. Léo Gago também mostrou evolução nesse início de campeonato, arriscando vários chutes de fora da área.

Enfim, nada mal para um início de temporada!

Com a vitória, o Internacional chega a oito pontos no Grupo B do Gauchão. O próximo jogo será nesta quarta, contra o Lajeadense. Já o Grêmio permanece com 3 pontos ganhos no Grupo A e enfrenta o São José, também na quarta-feira.


Confusão no Olímpico, punição na Arena

10/12/2012

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) julgou  Grêmio e Internacional, no final da tarde de hoje, pelos problemas que ocorreram no Gre-Nal do dia 02 de dezembro. As expulsões, brigas e explosões que aconteceram durante a partida levaram os dois times ao tribunal, resultando em punições para ambos os lados.

No julgamento dos lances do Gre-Nal sobrou punição para todo lado

No julgamento dos lances do Gre-Nal sobrou punição para azuis e vermelhos

Pelo Grêmio, Saimon pegou um gancho de 2 jogos pelo desentendimento com o técnico Osmar Loss, enquanto Vanderlei Luxemburgo foi suspenso por uma partida, por ter invadido o campo para acalmar Anderson Pico durante confusão no gramado. Do lado vermelho, Leandro Damião pegou a mesma pena de Saimon pela cotovelada que atingiu o zagueiro gremista e ficará dois jogos fora, assim como Osmar Loss. O único que se safou foi Muriel, que recebeu apenas uma advertência.

Por causa do rojão arremessado pela torcida do Grêmio, o clube foi multado e ainda perderá o mando de campo da Arena em um jogo de campeonato nacional. Ou seja, a estreia do Grêmio em competições nacionais no seu novo estádio será adiada, graças à irresponsabilidade de um “torcedor” que já foi para o jogo mal intencionado, mesmo sabendo que isso prejudicaria seu time.

Parabéns aos envolvidos.


o 4º desfalque

29/11/2012

Não se fala em outra coisa besta semana. Gre-Nal e o favoritismo pelo lado azul da força. Porém, nas últimas 24 horas o Grêmio não recebeu as melhores notícias vinda de seu departamento médico e jurídico.

Anderson Pico, que está de mal com a balança foi vetado do jogo por estar muito pesado. Kléber Gladiador passará pela sua segunda cirurgia no ano de joelho. Marcelo Moreno foi julgado pelo STJD e pegou 4 jogos de punição (um já foi cumprido). E por último porém não menos importante, Zé Roberto sentiu dores no tornozelo esquerdo no treinamento da semana e já vira dúvida para o jogo de domingo.

Foto: Flávio Neves

Não pode-se negar que são 4 ausências muito importantes, mas mesmo assim o Tricolor segue sendo favorito à vitória no Gre-Nal, mesmo o Internacional tendo seu elenco completo. Leandro Damião não marca a 4 jogos e o Colorado segue sem vencer a horas, motivo esse foi a demissão do ídolo Fernandão.

O Gre-Nal será marcado pelo último jogo do Estádio Olímpico. Não existe mais ingressos para vender e a lotação reforçou a brigada nos arredores do estádio. Para os gremistas e colorados ansioso, o portão será aberto as 14h.


Sem festa do pijama

29/11/2012

Ainda ansiosos pela despedida de sua velha casa, o torcedor gremista ainda planeja uma série de homenagens para o seu bom estádio. Dessa vez, o que foi pensado para este final de semana não foi bem aceito pela direção do Grêmio. Uma festinha um tanto… inusitada.

Em alguns lugares ela é conhecida como festa do cabide. Eu conheço mais por festa do pijama. Mas enfim. O que foi sugerido pelos torcedores e que a direção disse Não é passar a noite dormindo no campo do estádio. É, isso mesmo. Um grupo de fãs manteve e levou a ideia até os grandes cuidadores do Monumental para passarem a pernoite no gramado.

Essa é a segunda homenagem que foi negada pela direção. A primeira seria o acesso dos torcedores ao campo assim que o jogo fosse finalizado, mantendo na arquibancada uma rampa para que pudessem adentrar. Preocupados que tal ideia seja executada, a brigada e mais um grupo de policiais será reforçada para o último jogo, que acontece nesse domingo às 17h. Os portões serão abertos as 14h para que o torcedor possa, pela última vez, se aconchegar em torno do estádio.


Todo mundo quer dar adeus

28/11/2012

A semana não está marcada apenas por ser um Gre-Nal épico da vida dos torcedores dos grandes times do Rio Grande do Sul. Mas pelo fato de estarmos presenciando o adeus de um grande estádio de futebol que abrigou muitas felicidades ao povo gremista.

Foto:Dani Barcelos (preview.com)

Felizes com a notícia ou não, essa é a realidade. Já não tem mais um ingressinho para o último Gre-Nal do Monumental sequer. Não deu 48 horas para os 15,5 mil ingressos serem completamente esgotados. Ou seja, lotação máxima para o último espetáculo (antes da Madonna).Os preços altíssimos não espantaram o público torcedor que poderá se redirecionar ao Olímpico a partir das 14h.

Além de todo o fervorozo pelo lado da torcida, ainda temos a ala dos jogadores da dupla. Kebler que está lesionado não retorna em 2012 e só entrará em campo no ano que vem, na Arena. Marcelo Moreno também está com problemas e poderá ser substituído. No ataque estariam a disposição André Lima e Leandro. Anderson Pico, por sua vez, está com excesso de peso e no seu lugar entra Julio César. Mesmo assim, o Grêmio ainda é o favorito para a vitória domingo. Do lado do Inter, o time segue o mesmo que vem entrando em campo. O camisa 9 goleador dos vermelhos, Leandro Damião, deixou a rivalidade de lado e abriu seu coração.

“Tenho muito respeito pelo estádio, é muito bonito. Muitas coisas boas aconteceram ali. É triste para o futebol perder um estádio como o Olímpico, mas faz parte” disse o jogador da Seleção brasileira.


5,4,3 … última passagem para o Olímpico

27/11/2012

A semana é de despedida no Olímpico e, por que não, de festa?! Não seria educado que o convidado estragasse a festa do anfitrião. O problema é que o anfitrião em questão é o Grêmio e o convidado é o Inter. Domingo é dia do maior clássico das Américas (pelo menos para os gaúchos). Domingo é dia de Gre-Nal!

Foto: Ducker

Um Gre-Nal que não será jogado por balas. Um clássico que vale e vale muito. Principalmente, para o tricolor. Vencendo encerra a era Olímpico com chave de ouro. Garante o segundo lugar no Brasileirão, que dá vaga direta à fase de grupo da Liberatdores, e, ainda por cima, põe mais terra em cima do rival.

Já pela ótica Colorada, o Gre-Nal será a redenção. Talvez, o maior título conquistado em 2012 pelo time do Gigante da Beira-Rio, deixando o Gaúchão no limbo. Vencendo, além de deixar marcado na história uma derrota gremista no último jogo do estádio que cresceu em importância junto com o time, o Inter, de quebra, coloca para escanteio a Libertadores gremista – assim, o tricolor teria que torcer para o Atlético-MG também perder para assegurara vice-liderança – o terceiro lugar leva apenas para a pré-Libertadores.

Enfim, domingo é dia de Gre-Nal, um dos maiores clássicos do futebol. Não apenas um jogo, uma batalha, na qual não existe vencedor até acabar.  E como diria qualquer “famoso” jogador: “clássico é clássico e vice-versa”. E que chegue domingo!


%d blogueiros gostam disto: