BICAMPEÃO!

22/11/2012
(Foto: Juan Mabromata/AFP)

(Foto: Juan Mabromata/AFP)

Na noite de ontem, a nossa Seleção enfrentou a Argentina em La Bombonera pelo Superclássico das Américas, mas nem de longe o Brasil se acanhou com a pressão vinda das arquibancadas.

Apesar de ter perdido nos 90 minutos, por 2 a 1, Brasil foi quase perfeito nas cobranças de pênaltis, e mais uma vez levantou a taça diante dos argentinos.

Foi uma noite de estreias, como a do goleiro Cavalieri e do jovem revelação, Bernard. O jogo foi marcado também pelo retorno de Fred à Seleção, que correspondeu às expectativas em campo.

No primeiro tempo foi um jogo mais equilibrado, o Brasil conseguia arrancar pelo meio e chegar ao ataque, porém, sem muita qualidade nas finalizações. Já argentina explorava bem as laterais e também conseguia chegar ao gol de Cavalieri.

Terminou assim o primeiro tempo, 0x0, um jogo “xoxo”.

Já na segunda etapa, a Argentina atacava mais e uma jogada de ataque conseguiu o pênalti. Jean fez falta em Martínez e Scocco cobrou com maestria, marcador aberto com vantagem argentina aos 36 minutos.

O Brasil não demorou para reagir, em um cruzamento de Bernard dentro da área, a bola rebateu no jogador argentino chegando em Neymar que tocou para Fred, muito bem posicionado na área, que chutou meio mal ajeitado, mas como a bola é conhecida do craque, entrou nas redes do goleiro Orión.

Apesar do gol brasileiro, o Brasil não soube administrar o empate e em uma grande falha da defesa, Montillo protegendo bem a bola, cruzou para Scocco que mais uma vez colocou a Argentina na frente do placar.

Jogo encerrado e a decisão do Supeclássica iria para o pênaltis. Brasil, como disse, foi quase perfeito, converteu 4 dos 5 pênaltis, o goleiro Orión defendou apenas a péssima cobrança de Carlinho.

Já Argentina errou com Martínez e Montillo, dando a taça do Superclássico ao Brasil!

Sabemos que a apresentação brasileira não foi das mais brilhantes, e há muito tempo o Brasil não é mais aquele que já nos fez acordar nas madrugadas para vê-lo jogar e com orgulho dizer: eu sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor.

Mas um “título” perante a Argentina é algo para se alegrar, apesar de alguns erros do técnico Mano Menezes, como tirar o Arouca e afrouxar ainda mais o meio de campo, creio que a Seleção da Era Mano, nunca esteve em um caminho tão certo.

DALE BRASIL!


Os selecionados…

02/08/2012

Todo clube torce para ter jogadores em destaque, reconhecidos mundialmente, que façam parte das respectivas seleções e tudo o mais, mas desde que isso não bagunce o planejamento.

E, no atual momento, o Inter está vivendo o lado negativo de ter um bom elenco. Antes da venda oficial de Oscar, o Colorado já contava com os desfalques de Damião e Oscar, que estão servindo a Seleção Brasileira. Agora, depois do término dos Jogos Olímpicos, Leandro Damião ainda terá mais um jogo amistoso onde defenderá a amarelinha.

Assim como o atacante, Forlán e Guinazu também foram convocados, cada qual para a sua seleção, para disputa de um amistoso. O problema? É tudo na mesma data, ou seja: o Inter já teria três desfalques garantidos para o confronto contra o Corinthians, dia 16.

Como essa possibilidade não agradou em nada a direção do clube, o Inter já está se movimentando para adiar o jogo contra o Timão, com a alegação desse grande número de desfalques por convocação.


Alívio

24/01/2012

O Inter fechou negócio. Amanhã de manhã estará desembarcando no Salgado Filho o meia Dátolo, vindo do Espanyol. A apresentação oficial ocorrerá apenas na quinta, para não tirar o foco do jogo da Pré-Libertadores contra o Once Caldas na noite desta quarta-feira. O clube gaúcho comprou o argentino pelo valor de 3 milhões de euros, em contrato que será assinado por 3 anos.

O meia, de nome Jesús, vem como salvação em um momento indefinido de outro argentino no clube. Apesar de rumores darem conta de que D’Alessandro deve permanecer no Inter (principalmente por este ter figurado na lista dos 25 atletas inscritos para a Libertadores), nada ainda está definido e a contratação de Dátolo vem para aliviar o coração colorado.

Meia já atuou pela Seleção Argentina em 2009

De destaque em sua passagem pelo Boca Juniors, onde obteve os títulos da Libertadores, do Torneo Apertura e de duas Recopas nos anos de 2006, 2007 e 2008, atualmente o novo reforço colorado amargurava uma reserva no Espanyol. A esperança é de que ele retome o bom futebol apresentado pela equipe argentina e, quem sabe, seja o substituto de seu compatriota no Inter. Caso D’Ale permaneça, Dátolo pode atuar como terceiro meia. Ou será que ele também virará um reserva de luxo aqui no Inter?

Abaixo, alguns lances:


Empate amargo

20/10/2011

Brasil e Argentina se enfrentaram na noite desta quarta-feira e estrearam com um empate nos Jogos Pan-Americanos. Sem muito brilhantismo e com direito a vaias da torcida mexicana no intervalo, as duas Seleções sub-20 pareciam re-editar as principais.

O primeiro tempo teve como destaque Felipe Anderson, o camisa 10 que criava e jogava sozinho, e via seus cruzamentos e chegadas serem afastados pela zaga argentina.

Comemoração do gol brasileiro (Foto - Getty Images)

Um pouco melhor na segunda etapa, o gol brasileiro saiu aos 20min, em passe de Cidinho para Henrique estufar as redes. A partir daí, os hermanos começaram a pressionar o Brasil e 10min depois marcaram o deles. Araújo invadiu a área e mandou para o gol, sem chance para César defender. 1×1, tudo igual.

Agora, os nossos guris pegam a Seleção Cubana, na sexta-feira, às 20h. Na torcida!


Vitória na estreia!

18/10/2011

Nem o gramado sintético, nem a altitude de Guadalajara, nem a ausência de Marta e Cristiane, e muito menos a equipe Argentina como adversária. Nada disto foi obstáculo para que as meninas do Brasil estreassem com vitória nos jogos Pan-Americanos do México.

Gurias do Brasil fizeram bonito no México (Foto - Divulgação/Vipcomm)

A Seleção entrou em campo confiante, bem diferente das hermanas, que nervosas, pareciam sentir a grama nada natural sob seus pés. Logo, o Brasil partiu para cima e as argentinas se fecharam. O primeiro tempo foi dominado pelas nossas gurias, que marcaram os dois gols da partida em lances semelhantes, de rebote. Thaisinha abriu o placar e Daniele aumentou. Enquanto as brazucas chutavam a gol, as hermanas erravam cruzamentos e passes.

No segundo tempo, as argentinas voltaram mais empolgadas, investiram em contra-ataques rápidos, mas não conseguiram ultrapassar a barreira chamada Bárbara no gol brasileiro. Após alguns chutes perigosos, a seleção canarinho parecia se conformar com o placar de 2×0 e deixou que as adversárias chegassem com certo perigo. Mas, nada adiantou. Fim de papo, 2×0 para nossas meninas!

A próxima partida ocorre já nesta quinta, às 20h, contra a Costa Rica. Torceremos pelas nossas gurias!


Salve a Seleção!

29/09/2011

Vamos começar do melhor para o pior?

Brasil campeão do Super Clássico das Américas!

Convenhamos que ganhar da Argentina na atual fase que sua seleção atravessa não é lá motivo de muito orgulho, é quase obrigação! E nossos representantes em campo sofreram para conseguir o placar de 2×0. Méritos de Lucas e Neymar, auxiliados por uma atuação de luxo de Bruno Cortês.

Se fala bastante que esta foi a primeira vitória convincente da canarinho sob comando de Mano Menezes. Eu não acho. Se o Brasil passa por momento turbulento em sua Seleção, os hermanos estão piores ainda. Nem a tradicional raça e catimba foi vista hoje por parte deles… sinal de que a coisa tá feia mesmo.

Os pontos positivos do jogo ficaram todos no segundo tempo. Nossos jogadores mostraram que existe um poder de arranque muito forte na Seleção, carimbado pelo belíssimo gol de Lucas. Também se encontrou, finalmente, um bom lateral. Bruno Cortês surpreendeu a todos com sua vontade e técnica em campo. Ronaldinho precisa recalibrar sua chuteira para voltar a fazer a diferença quando o assunto é bola parada, mas teve sua importância, quando no primeiro tempo absolutamente nada acontecia em campo, era o único que arriscava a gol e demonstrava indignação.

Lucas e Neymar, os donos dos gols. (Foto - Andre Penner/AP)

Agora, o pior. Gente, um Brasil x Argentina não pode ser caracterizado como um jogo sonolento, chato, sem movimentação, sem chute a gol, sem sangue nos olhos. Eu me preocupo demais quando vejo que duas das seleções mais importantes e históricas do mundo chegaram ao ponto de transformar  as duas partidas do SuperClássico das Américas em algo avesso ao futebol que sempre demonstraram em seus embates diretos.

Isso precisa ser revisto! Não sei se o problema são as confederações de ambos países que esculhambaram com o futebol, se são os jogadores perdendo a identidade patriótica, se são torcedores que mexeram com o psicológico dos times, mas é inexplicável!

E quem respira aliviado com o título é Mano. Possivelmente a vitória em cima dos rivais e a conquista de um ‘título’ darão mais alguns meses para o técnico no comando da Seleção. Que ele faça bom proveito e não pense que agora está tudo certo, porque não está!

Alívio do treinador! (Foto - Antonio Scorza/AFP)


Seleção desvalorizada

28/09/2011

O sonho de todos os jogadores brasileiros é chegar a Seleção. Ou ao menos de quase todos.. e ao que me parece Mário abriu uma questão que vai muito além de um sumiço repentino.

A Seleção Brasileira pode estar sofrendo tamanha desvalorização ultimamente que até jogadores, que antes sonhavam com a convocação, já não se empolgam tanto assim quando a conquistam.

"Pra frente Brasil, salve a Seleção!"

O que explica alguns atletas jogarem bem em seus clubes e sumirem em campo quando defendem a amarelinha? O Brasil vive um momento feio em sua história, se encontra em 7º no ranking da FIFA e vem num constante declínio. Será que a atitude de ‘pouco me importo’ com a Seleção que fez todos se chocarem não é reflexo disso?

O fato é que o ‘pouco me importo’ existe a muito tempo, mas vinha até então por parte da torcida. Em frente a um Brasil x Argentina, superclássico, não existe mais uma mobilização como antigamente para enfrentar os tradicionais rivais. Infelizmente, acho que se criou aí uma geração anti-patriotismo que agora reflete no que um dia já foi a maior alegria do povo brasileiro: a nossa Seleção Canarinho.

Afinal, qual foi a última vez que você viu alguém passeando na rua com a amarelinha?


%d blogueiros gostam disto: