Quando se é melhor ficar no silêncio

26/06/2015

Falar sobre a atual Seleção Brasileira é sempre muito delicado. Hora criticada, hora aplaudida, os canarinhos de 2015 não vem apresentando aquilo que vivemos há pelos menos 20 anos atrás. Ou não precisamos ir tão longe. Basta nos lembrarmos de 2002. E esse tema foi deveras discutido nesta semana.

Porém, se falando em anos passados, o técnico Dunga, em sua entrevista coletiva pós jogo contra o Paraguai, respondeu várias críticas. Só que, por mais que tenha sido baleado com tantas perguntas, a resposta deste cidadão que tanto nos alegrou na Copa de 94 disse entrelinhas que se parecia com um afrodescendente de tanto que apanhou e gostava.

Se formos fazer um balanço e um parâmetro de tempos, existem diversas coisas a serem colocadas no papel. Sim, tivemos muito que nos orgulhar de um futebol suado sem a cortina de patrocínios e marqueteiros que enfeitam o atleta. Era aquilo e deu. 94 funcionou assim. Não deu em 98 mas em 2002 estávamos lá novamente.

Me admira um profissional com tanta influência no nome, com Copa do Mundo nas costas quando atleta, com Copa América e das Confederações como técnico e que tanto bateu o peito para falar em tempo, se esquece que a era da escravidão e do horror que os negros passaram estavam na Mesopotâmia, China, Índia, Egito e os Hebreus. O Brasil é um país onde a população afro é quase de 50%. Um país de raças.

Talvez o nosso treinador não lembre, mas no elenco da atual seleção existem 15 jogadores negros – Jefferson, Daniel Alves, Geferson, Miranda, Elias, Fernandinho, Fred, Willian, Fabinho, Marcelo, Danilo, Luiz Gustavo, Douglas Costa, Neymar e Robinho- dos 23 convocados.

Por mais que horas depois o treinador tenha se esquivado da sua declaração e se posicionou pedindo desculpas pela declaração, ainda assim era melhor ter ficado calado.

Anúncios

Mudança de ares!

02/07/2013

Na última semana antes da retomada do Campeonato Brasileiro o Internacional vai fazer um trabalho em um Hotel Fazenda em Viamão, região metropolitana de Porto Alegre. O técnico Dunga levou o grupo para lá e na tarde dessa segunda-feira já começou a encaminhar o time que enfrentará o Vasco no próximo domingo, no Estádio Centenário, em Caxias do Sul.

Foto: Site oficial / Inter

Foto: Site oficial / Inter

Nesse primeiro treino, Dunga não contou com três atacantes do grupo: Leandro Damião ainda se recupera de uma lesão na coxa, Caio está se recuperando de uma cirurgia no dedo mínimo do pé e o atacante Gilberto que está com uma lesão na planta do pé esquerdo. Além deles, o volante Ygor também não esteve presente devido a um desconforto na panturrilha, assim como o meia-atacante Otávio que tem uma lesão muscular na coxa.

Forlán, que estava com a seleção uruguaia disputando a Copa das Confederações, está com casamento marcado para amanhã. Com isso, o jogador recebeu liberação para viajar para Montevidéu e só se reapresentará ao clube na sexta-feira.

Para o jogo contra o Vasco Dunga já tem um desfalque confirmado. O volante Willians cumprirá suspensão automática por ter recebido o seu terceiro cartão amarelo na partida contra o Cruzeiro.


Proust!

25/05/2013
Divulgação

Divulgação

Para os amantes do mundo da bola hoje é praticamente uma quermesse. Mais cedo da tarde temos final na Champions. Apesar de o jogo ser em Londres, uma final que justifica o termo quermesse usado ali em cima: A Alemanha sambou na cara de todo mundo e vai marcar presença com Dortmund e Bayern de Munique.  O  Dortmund é o “azarão” da competição, ninguém contava que passaria da semi, muitos alias já contavam com a eliminação até antes disso… Mas quem tem Lawandowski na frente não se acovarda. O Bayern por sua vez já esperava por esse momento desde o ano passado, quando a final foi disputada em sua casa. Em minha opinião um dos times mais completos da Europa. Não, eles não têm Messi.  Mas sim, eles têm unidade. Resultado? Prefiro não comentar, pegar minha poltrona e assistir esse que vai ser um jogão. Proust!

leiajaimagens_id_16070

Divulgação

Mais tarde temos ainda o início do campeonato brasileiro e o Inter está na Bahia onde pega o Vitória. Sem Leandro Damião, de Muriel – que será poupado, pois teve o aval para jogar mesmo após a expulsão no Grenal do ano passado, e Fabrício – volta Kleber, Dunga deve apostar em uma das suas maiores armas para vencer esse campeonato (após 34 anos de seca no Brasileirão): regularidade. O time do inter vem sendo escalado de forma uniforme, o que gera um entrosamento que tinha sido perdido na temporada anterior. Se segurar a peteca, vai incomodar na ponta de cima. Afinal de contas, todos nós sabemos que após a troca do sistema do campeonato brasileiro, muitas vezes a regularidade nos pontos vale mais do que um grande plantel desorganizado.

O inter de dunga deve ser: Agenor; Gabriel, Rodrigo Moledo, Juan e Kleber; Airton, Willians, Fred e D’Alessandro; Diego Forlán e Rafael Moura.

Aguardaremos.

Final de semana corrido. Muitas emoções. E a Copa das confederações nem chegou ainda! No domingo nada de “curar a ressaca da quermesse”, afinal é dia de Grêmio.

E nós estamos de olho!


Segunda de campeões pelo Brasil

06/05/2013

Olá

Bom dia!

Mais uma semana começando e eu morrendo de saudades de vocês! Veranico de maio parece (vamos aguardar o desenrolar do dia) estar acabando. E o que acaba por essas bandas é o campeonato gaúcho. Inter, campeão do turno e consequentemente campeão gaúcho. Para o jogo ontem, confesso que não achei um inter em sua melhor forma. Gabriel foi desarmado de forma muito inteligente pelo Juventude de Lisca… Pressão, pressão mesmo sé a partir dos minutos finais de jogo. Um impedimento de gol em tempo regular que divide opiniões para o lado do verdão da serra. E, pênaltis. Quando D’Alessandro – um bom batedor – não guardou o seu cheguei a pensar que o futuro colorado seria o mesmo do tricolor no gauchão.  Muriel reverte e ao fim tudo certo. Todos nós já sabemos o resultado.

Foto: Alexandre Lops - Internacional/Divulgação

Foto: Alexandre Lops – Internacional/Divulgação

Quero deixar registrado aqui minha admiração por um cara que gastou muita voz nesse campeonato, o seu primeiro como técnico de clube. Mas que a garra me motiva há muito já. Dunga. Muito do meu gosto por futebol está ligado a esse cara aí. Eu, um copo de coca-cola, um balde de pipoca, os vizinhos do 4º andar e o tetra de 94. Não lembro de futebol antes dele segurando aquela taça. Enfim, só para registrar até a foto escolhida na ilustração.

O mesmo inter sofre uma perda nessa final de campeonato: Damião. O jogador sentiu a coxa no confronto de domingo e deve fazer companhia à Dátolo no DM do Inter por pelo menos 15 dias. O próximo confronto do time de  Dunga em é 15 de maio contra o Santa Cruz pela Copa do Brasil.

Uma boa semana para todos e confiram os estados que já possuem campeões com os resultados do final de semana!

Botafogo 1 x 0 Fluminense –  BOTAFOGO campeão carioca e o kissuco fervendo pro lado do Abelão.

Cuiabá 2 x 1 Mixto – Cuiabá vence nos pênaltis por 3 a 2  – CUIABÁ campeão Mato grossense

Cene 4 x 0 Naviraiense  – CENE campeão Sul-Mato grossense


Gauchão à parte: Uma crônica de meu pai

03/03/2013

Por ser filha única, cresci sendo a parceira do meu pai para o futebol de domingo (e sábado, e quarta). Cresci ouvindo-o falar da década de 70 e 80. De Inter, de grêmio. Do primo dele Luis Carlos Winck que foi revelado no Inter. Da seleção montada com o time colorado para ir para as Olímpiadas. Dunga estava lá. Aliás, vocês já viram fotos nos principais jornais do estado falando dessa união e reencontro.

Antes de muitos conhecerem quem era o Winck eu já sabia que havia sido brilhante na lateral direita. Que cresceu dentro dos campos. Que perdeu o pai – que também jogava futebol – cedo.  Aliás, o pai de Luis Carlos se chamava Cláudio. Cláudio Winck, o sobrinho, que na minha opinião ainda dará o que falar. No time de…Dunga.

Amigos, amigos, Gauchão a parte. Imagem: Arquivo Pessoal

Dunga a primeira figura do futebol que me lembro. Ele e Bebeto na Copa de 1994. Saí fazendo carreata no tetra. Inesquecível para qualquer criança. Por muito tempo, esqueci, no entanto, o primo Luis Carlos.

Até que, maior e motivada por outras histórias do meu pai reencontrei-o em 2012. Aimoré. Cresci ouvindo que o time da minha cidade havia jogado – um dia – a primeira divisão. Quando era mais nova pensava que era a do Brasileirão. Depois que entendi que falávamos de Gauchão passei a acompanhar o campeonato nos seus três níveis. Lá, encontrei o Esportivo e sua campanha que o transformou em Polenta Mecânica. Nele nomes colorados campeões do mundo pelo Inter em 2006. Ediglê, na semana passada foi quem marcou o último gol dos pênaltis que eliminaram o Lajeadense.

Time esse que passeou em cima do colorado. Que tinha melhor campanha no gauchão. Que foi eliminado invicto. Que consagrou a garra e superação do time de Bento Gonçalves.

Hoje, o Dunga que me lembro em 1994 e o primo Winck se reencontraram. Favoritismos? Pergunte ao Ediglê. Ele lhe contará de um tal de Barcelona. É evidente que o Inter vem postado para levar o turno. Já ensacou o tricolor. No entanto, é importante manter o salto raso. Afinal, Salto Alto só o nosso aqui do blog e além do mais, essa é uma situação que o capitão Dunga sabe contornar e comandar muito bem. Aliás, na parte técnica, Dunga deve manter a equipe que bateu o Grêmio no último domingo.

Um jogo interessante. Um reencontro que terei o prazer de acompanhar com vocês no minuto a minuto do nosso twitter.

PS.:O São Luiz está esperando o vencedor do confronto após bater o Caxias por 2×1 ontem.

PS.:Impossível não mencionar: Parabéns, mestre Zico.


Com o pé direito.

19/01/2013

No dia em que o Campeonato Gaúcho começa, o técnico Dunga pôde colocar o seu primeiro Inter em campo.

Primeiro Inter de Dunga.

Primeiro Inter de Dunga.

Num jogo-treino, contra o Flamengo de São Valentim, o treinador colorado testou pela primeira vez a equipe que só deve estrear na terceira rodada do regional. No campo do Gramadense, o time que iniciou e deve começar a temporada teve  Muriel no gol; Jackson, Rodrigo Moledo, Juan e Kleber formando a defesa; Josimar, Willians, Dátolo e D’Alessandro no meio de campo; Diego Forlán e Leandro Damião no ataque. Jackson, aos 21, sentiu o joelho esquerdo ao aplicar um carrinho e teve de ser substituído por Elton.

Foi a primeira amostra do desenho colorado que se apresenta para o ano. Dátolo e D’Alessandro tiveram bom desempenho, assim como o volante Willians. Lado a lado, D’Ale e Dátolo tiveram muita movimentação, chamando a responsabilidade na armação. D’Ale jogou muito! Aplicou janelinha, o drible “la boba” e conseguiu bons lançamentos.

O ataque, responsável por apenas um dos cinco gols da partida, foi bem discreto. O jogador mais aplaudido pelo torcedor que foi prestigiar o jogo-treino, foi o zagueiro Rodrigo Moledo. Ele que abriu o marcador, repetiu o que fez nos treinamentos recentes e se confirmou como novo trunfo para bola aérea. João Paulo, que substituiu Dátolo, marcou duas vezes. Primeiro aproveitando boa jogada de Vitor Júnior e passe de D’Ale. Depois, foi servido por Damião. Antes do fim do jogo Nathan chutou forte e marcou o quarto. Leandro Damião fechou a conta. De pênalti, deixou o seu.

O primeiro Inter de Dunga goleou, mas como o adversário é muito abaixo do nível do colorado, não pode ser parâmetro. Que o treinador consiga manter o entrosamento da equipe e que os resultados apareçam com o passar do tempo e o aumento da exigência de um bom desempenho do time.


12-12-12

12/12/2012
será que acaba mesmo?

será que acaba mesmo?

O mundo anda tão louco que nem ele sabe quando quer acabar: uns dizem que é em 21/12, outros dizem que é daqui a pouquinho às 12:12 do dia 12/12/12.  Tem os mais engraçadinhos que dizem que o mundo acaba quando o Corinthians levantar a Taça de campeão do mundo. Mas, se o mundo sobreviver ao 12:12 de 12/12/12 uma coisa acaba: a novela pelo novo técnico colorado.

Dunga chegou ao Brasil ontem. Estava na Índia. E, ao ser indagado pelos repórteres usou discurso de técnico. Me fez lembrar quando falei com ele lá em junho em um evento da Copa no Beira-Rio em que ele disse que estava começando a dar saudade da casamata.

Dunga já está em Porto Alegre - Imagem: divulgação

Dunga já está em Porto Alegre – Imagem: divulgação

“ As coisas não estão 100% porque o contrato ainda não foi assinado. Mas, amanhã, tenho uma reunião com o presidente e tudo se resolve”, respondeu afirmando que o que falta são apenas detalhes e – evidentemente – sua assinatura.

A apresentação que deve ser feita na tarde de hoje já tem resposta sobre um quesito caótico dentro do Beira-Rio. “Isso é notório, que não gosto de muita gente no vestiário. Chega um, conversa, muda o assunto. Quanto menos pessoas, melhor. Tem que ser uma coisa enxuta e que funcione.”

Vamos aguardar qual será a “enxugada” de Dunga. Alguém se arrisca?

 


%d blogueiros gostam disto: