O homem gol voltou!

02/07/2013

Renato Portaluppi já está em Porto Alegre e, inclusive, foi apresentado oficialmente como novo treinador gremista. No começo da tarde desta terça-feira ele desembarcou no Aeroporto Salgado Filho sob o olhar e gritos de “O campeão voltou” de mais de 300 torcedores.

Depois de conhecer a Arena do Grêmio (lembrando que ele recusou o convite para a inauguração, em dezembro de 2012) Renato falou pela primeira vez oficialmente como novo comandante do tricolor.

Foto: Flickr / Grêmio

Foto: Flickr / Grêmio

Antes da sua coletiva de imprensa, Renato recebeu do presidente Fábio KOff a histórica camisa 7 – uma réplica de 1983. Além do gesto, Koff ainda rasgou elogios ao novo comandante e justificou a escolha do seu nome: “Ele vai devolver ao Grêmio a alegria de jogar. A entrega total.”

Olhando diretamente para o novo contratado, Koff afirmou: “O Grêmio precisa de ti. Aquilo que está faltando é o teu espírito e a tua raça.”

Foto: Flickr / Grêmio

Foto: Flickr / Grêmio

Num clima leve, Renato atendeu à imprensa com bom humor e respostas objetivas. Sobre o seu possível desentendimento com a antiga direção (gestão Paulo Odone) e sua ausência na inauguração do novo estádio, Renato preferiu evitar polêmicas: “Achei melhor ficar com a minha família no Rio de Janeiro.” Ainda sobre a Arena, ele enfatizou: “Isso aqui é uma Bombonera, é muita pressão. O Grêmio vai se tornar muito forte aqui dentro. O torcedor tem que vir e lotar o estádio.”

Sem esconder a felicidade por retornar ao Grêmio depois do pedido do presidente com quem trabalhou na sua passagem como jogador, Renato afirmou: “É com uma alegria muito grande de estar aqui de volta ao meu clube de coração e ao convívio onde fizemos história. Esperamos repetir as histórias do passado agora no presente.”

O novo treinador gremista preferiu não citar peça por peça do elenco principal do time, mas elogiou o plantel atual: “O Grêmio tem, sim, condições de brigar por título.” Apesar de já ter passado por aqui em 2010, Renato voltou a falar sobre seu método de comandar uma equipe: “Em vez de xingar e chamar atenção, você tem que fazer carinho no jogador. No meu grupo, essa alegria vai ser fundamental. Com alegria, o jogador produz sempre mais.”

Renato ainda destacou que a caixinha vai voltar: “Vai voltar, sim. Vocês não têm horário pra chegar? Se chegar não são descontados? No futebol também é assim, tem que mexer no bolso que aí dói.”

Treinador já comandou seu primeiro treino na Arena. Foto: Flickr / Grêmio

Treinador já comandou seu primeiro treino na Arena. Foto: Flickr / Grêmio

Renato fará a sua estreia na casamata gremista já no próximo sábado, contra o Atlético Paranaense. O seu primeiro jogo em Porto Alegre será contra o Botafogo, dia 14/7.

 

 

 

Anúncios

Mais um ídolo

28/11/2012

Ok. Não vamos levar pelo lado solto da bruxa no qual os ídolos não se dão bem no comando dos seus times. O Inter apenas está com o seu vestiário virado numa bagunça. Afinal, não é sempre que a gente escuta que algumas estrelas vão abandonar a barca. Pois é.

Mas agora o papo é de renovação e nada mais está sendo silenciado. O colorado admitiu o seu desejo por Dunga na próxima temporada e só está esperando o “joinha” do ex-jogador para fechar a negociação.  Entretanto, no primeiro encontro entre o antigo volante colorado e o presidente Luigi não foi tocado no assunto valores. Sabe-se que o técnico desempregado desde a Copa do Mundo de 2010 tem proposta vinda do futebol chinês.

Foto: Reprodução

Até então, a diretoria do Inter admite que não obteve respostas de Dunga. Ele se desculpa dizendo que ainda não sabe para onde vai. De acordo com o próprio, como na China o fuso é totalmente o contrário do nosso, é preciso esperar até a manhã de quinta-feira para ser feito o contato da Ásia e depois o retorno para o Inter. Até lá a unica coisa que se sabe é que Osmar Loss, técnico interino, é quem manda no time.


Gaúcho novamente no comando

28/11/2012

O nosso querido Luis Felipe Scolari, da cidade de Canoas, está de novo com as rédeas da boiada canarinho. O professor do penta, técnico respeitado e gaúcho fechou contrato hoje pela manhã com a CBF. A oficialização de Felipão no cargo será feita amanhã diante da imprensa.

Foto: AE

O peso desse novo Brasil que irá entrar com tudo na Copa das Confederações e do Mundo virá com o técnico do penta e do tetra. Ao lado de Felipão vem Carlos Alberto Parreira, desta vez com o cargo de coordenador técnico. De acordo com outros sites de esportes, o ex-treinador do Palmeiras vem sendo sondado desde as Olimpíadas para chefiar a Seleção. 

Após 10 anos de seu comando, Scolari chega aos seus 64 anos. Infelizmente seu histórico pós Brasil não é muito favorável à ele. Quando deixou a CBF, Felipão transferiu-se para a Seleção de Portugal, Chelsea, Bunyodkor e por fim o rebaixado Palmeiras. Há quem duvide de sua capacitação, diante de seu fracasso como treinador depois de receber a taça do Mundial. Mas não pode se negar que o favoritismo do técnico é grande.


O SIM que todos desejavam

22/11/2012

A equipe matrimonial do Salto Alto acaba de anunciar mais um casamento que teve o SIM como resposta definitiva. Grêmio e Luxemburgo se deram as mãos e oficializam a união por mais um tempo na alegria e na tristeza, na saúde e na doença até que a eliminação na Libertadores o separe.

Segundo uma rádio do Rio Grande do Sul na qual informou a permanência do “profexô”, a gremistada vai ver a cara do comandante por mais duas temporadas. O aviso saiu na noite de ontem, enquanto muitos assistiam o jogo da seleção. Ainda hoje sairá a definição de uma certa prorrogação do contrato com Luxa até dezembro de 2014. Isso tudo será decidido em uma reunião que contará com a participação do próximo presidente do Grêmio, o senhor Fábio Koff.

Os valores são de bom agrado. Teto salarial de dar inveja aos demais treinadores brasileiros. Fala-se que as partes chegaram a um consenso após acertarem o tempo de contrato, dois anos, salários, cerca de R$ 600 mil, e valores de premiações, que podem chegar a 9 milhões caso conquiste a Libertadores e o Mundial.

Foto: Ricardo Rímoli

Mas que para tudo isso termine numa história feliz, o Tricolor ainda tem que focar sua concentração nos próximos dois jogos que estão por vir. Domingo contra o Figueirense (já rebaixado) e depois o tão esperado Gre-Nal, marcado como o último jogo do Estádio Olímpico. As vitórias asseguram a segunda colocação no campeonato e a vaga direta para a Libertadores. Aos que acham que o jogo já está ganho, sempre há de lembrar a última partida contra a Portuguesa, que o resultado ficou só no empate.


Uh! Terror! Fernandão é treinador!

22/07/2012

Em dia de estréia, aniversário de Leandro Damião e dia bonito para jogo em casa, quem brilhou foi a escalação apurada do novo técnico colorado. Fernandão, de jogador ídolo para comissão técnica e mais recentemente treinador colorado, vestiu a camisa de seus antepassados, se inspirou em caras como Muricy e Abel e formou a escalação do Internacional com o 4-4-2.

Foto: RamiroFurquim/Gazeta Press

Os três volantes que entraram em campo mais lembraram Celso Roth do que uma novidade do professor novo. Um susto foi marcado no primeiro tempo. Deve ter faltado “cautela” ou tempo para uma sessão xingamentos de Fernando Lúcio da Costa. Elton marca o primeiro para o time da casa, fixando que a quantidade de marcadores no meio foi intensa  pontual. Porém não demorou muito para a felicidade colorada ficar mais amena. Reniê lembrou aos presentes que bola parada é a grande ferida do time do Inter. Numa cobrança de escanteio, quem aproveitou para furar a zaga foi o Atlético-GO. Sem querer azedar o mate amargo daquele domingo, o primeiro tempo terminou assim.

Não se sabe o que rolou naquele vestiário vermelho para ferver com os miolos dos jogadores. Fernandão deve ter dado aquele sermão misturado com seminário antes de entrarem pro segundo tempo. O que tenha sido feito, não interessa. O que valeu a pena foi ver o domínio de bola e entrosamento do plantel. Gol de Dagoberto. Gol de Jajá e gol do garoto Fred. Isso fechou a marca de quem ainda tinha dúvidas sobre a estréia dos garotos com o Capitão da America e do Mundo.

Ainda poderia ter sido mais se Jajá não tivesse perdido algumas oportunidades.

 

 

 


Um novo ídolo no comando. Um novo Inter no campeonato.

22/07/2012

Hoje o Inter enfrenta o Atlético Goianiense com um novo comandante na casamata. Novo naquelas, já que Fernandão é um veeeelho conhecido da torcida colorada.

A questão é: F9 é uma unanimidade?

Vamos ver o que as meninas do Salto Alto acham sobre essa escolha da direção?

Bianca Molina – Aposta por aposta, Dunga também seria uma, não? Eu gostei da escolha da direção colorada. Tenho as minhas dúvidas quanto à eficiência dele nessa nova função, mas estou criando boas expectativas. Fernandão é um líder nato, sempre foi muito respeitado por onde passou e sabe bem como lidar com a “boleiragem”.  Quando assumiu papel de dirigente no clube, já mostrou capacidade para trabalhar o vestiário do time e pensar o futebol, agora como técnico, isso só tende a melhorar. Ele sai da escritório e vai para o campo. A ideia é boa. Arriscada mais por se tratar de um ídolo, mas boa. Uma coisa é certa: o vestiário ele terá na mão, ou algum jogador ousará considerar-se mais importante que um dos maiores nomes da história da entidade Sport Club Internacional?

Clarissa Londero – Nunca me esqueci do momento em que, depois da conquista de 2006, meu pai sentou na ponta da minha cama, e começou a falar sobre o que fez o Inter conseguir aquela façanha, ganhar do Barcelona no mundial. E ele falou um nome: Fernandão. Ele me disse que ficou sabendo que os companheiros de quarto e de concentração do capitão colorado ficaram surpresos com o interesse do Fernandão em sistemas táticos, organização de times… ele ficava até tarde estudando a escalação dos adversários… Verdade ou boato? Não sei. Só sei que eu sou a favor de correr riscos. Sim, é um risco colocar no comando técnico de um time grande um ex-jogador que nunca treinou nenhum outro time antes. Sim, é um risco colocar alguém como técnico só porque ele foi um ídolo, um líder e um grande jogador. Ídolo e líder em campo não quer dizer o mesmo fora dele. Mas é um risco que o Inter (e eu) está disposto a correr. Melhor viver intensamente do que na mesmice. Mesmice, essa, que não vem dando certo há 33 anos. Quem sabe essa aposta não de certo? Fernandão, no comando do inter, é 8 ou 80. Se for 8, o Inter passará mais um ano sem ganhar o Brasileirão. Se for 80, pode ser histórico.

Fernanda Galvão – Duvidei até o último minuto, pois esperava que Dunga fosse anunciado. Confesso que achei uma boa alternativa, e ainda acredito que o fato do Fernandão assumir o cargo de Diretor Técnico esteve, desde sempre, ligada ao desejo do comando completo do time. Assim como o dos próprios dirigentes do Internacional. A liderança que o novo técnico exerce(u) é INDISCUTÍVEL. Basta olharmos este vídeo:

http://www.youtube.com/watch?v=0KHSUaudJhk&noredirect=1
Laura Toscani – Fernandão como técnico. Esse nome fez história em 2006. Por que não arriscar? Jovem, vivido, experiente e com ideias novas pode ser o tempero que restava no plantel colorado. Já imaginaram uma reunião de motivação com o capitão do mundo? Fico imaginando que bacana seria o Fernandão gritando no gramado para Forlán e pensando num esquema tático para o próximo Gre-Nal. Minha opinião? Acho que vale muito sim. Qual o risco? Fernandão passar pela barra de Falcão e acabar sendo vaiado em alguns jogos. Acontece!

Luiza Barbosa – Em primeiro lugar, eu acho que o Dorival não deveria ter sido demitido. Acredito na continuidade de um trabalho, ninguém consegue resolver em pouco tempo. Agora, sobre a efetivação do Fernandão, eu acho que ele, já estando no vestiário, fez parte do momento da crise colorada, e não conseguiu reorganizar o vestiário. Mas é melhor do que as opções do mercado, acho que a aposta é bem vinda, é bom parar de contratar sempre os mesmos técnicos, que não são renovados. O fato de ser um contrato de quatro meses proporciona que a aposta seja feita. Acho que o Fernandão pode dar certo, por ser um grande líder.

Quetelin Rodrigues – Apesar do vice de futebol do Inter, Luciano Davi, não considerar a contratação do Fernandão como uma aposta, eu acredito que seja sim. E das grandes. O Colorado está sendo ousado na sua escolha. Fernandão nunca foi treinador. Tem experiencia com vestiário, sempre foi líder de grupo, mas para comandar um time é preciso mais do que isso. A direção fez contratações expressivas e experientes, como Forlán, Juan, entre os demais que já fazem parte do plantel. Ao meu ver, não era a hora de arriscar e sim, trazer um nome consolidado, apesar de faltar opções no mercado. Mas apesar disso, Fernandão sempre lidou bem com desafios e tivemos uma prova recente ao vê-lo trabalhar como diretor executivo de futebol. Enfim, tomara que dê certo e que o ídolo colorado seja tão bem sucedido como foi nos tempos de jogador.


Os grandes também se vão

27/04/2012

Se confirmou, aconteceu. Depois de 3 derrotas em jogos importantíssimos, o técnico Guardiola pediu bandeira branca e mandou um “vai na venda” no time do Barcelona.  O cara ficou no comando do time Campeão do Mundo de 2011 por longos 4 anos. Quem seguira no comando do time catalão será o auxiliar Tito Vilanova.

– Não é uma situação fácil pra mim. Lamento a incerteza que gerei por conta disso. É um erro que assumo. Mas a exigência como treinador é muito grande. Por isso renovava de ano em ano. Quatro anos é uma eternidade como treinador do Barça. No início de dezembro, comuniquei ao presidente e ao Zubizarreta que minha etapa aqui estava acabando. Mas eu não podia dizer isso aos jogadores, pois o treinador é um dos pilares no vestiário… Desgasta tudo, e tem me desgastado. Esta é a principal razão para a minha saída- disse o treinador.

A principal razão para Guardiola abandonar a equipe não é apenas seu escaço tempo na equipe. Sua eliminação diante do Chelsea, na terça-feira fez o professor multi campeão rever seus conceitos.

Com o Barça, Josep Guardiola arrecadou:

Campeonato Espanhol: 2008–09, 2009-10 e 2010-11
Copa do Rei: 2008–09
Supercopa da Espanha: 2009, 2010, 2011
Liga dos Campeões da UEFA: 2008–09, 2010-11
Supercopa Europeia: 2009, 2011
Copa do Mundo de Clubes da FIFA: 2009, 2011
Copa Audi: 2011
Troféu Joan Gamper: 2008, 2010 e 2011


%d blogueiros gostam disto: