Sem vontade, sem gols

20/10/2012

Um jogo apático, na maior parte do tempo. Foi assim o embate entre Grêmio e Coritiba, esta noite no Estádio Olímpico. Salvo a grande atuação de Zé Roberto e a reestreia de Bertoglio, o Grêmio não teve muito de positivo para apresentar ao seu torcedor. Para a sorte dos gremistas, o Coritiba também não estava em seu melhor dia. O placar zerado reflete bem o que foi partida, muito devido à falta de pontaria dos dois ataques.

O Grêmio começou pressionando o Coxa, com boas jogadas no meio de campo, armadas pelo inspirado Zé Roberto, que foi de longe o melhor em campo. O Coritiba ficou na defensiva, aproveitando contra-ataques para tentar levar perigo à meta de Marcelo Grohe. E o primeiro tempo do Grêmio ficou resumido a isso, boas jogadas de Zé Roberto, o retorno de Julio César à lateral e oportunidades perdidas por Leandro e Kleber. Do lado paranaense, o ataque também não se encontrou, com Marcel mostrando que continua com o mesmo futebol de quando jogava pelo Tricolor.

O melhor do jogo ficou por conta da boa atuação de Zé Roberto – Foto: Lucas Uebel

No segundo tempo, o jogo piorou. Aquela pressão inicial já não existia e os dois times pareciam a fim de segurar o empate. O Coritiba até saiu mais para o ataque do que na primeira etapa, mas com a mesma ineficiência de antes. Fica o elogio para as defesas, ambas bem postadas, sem dar muita chance para os atacantes.

Luxemburgo tentou dar outra cara à partida, alterando o time. Ele promoveu o retorno de Facundo Bertoglio ao time, no lugar de Fernando. Bertoglio entrou bem, mostrou uma boa movimentação e vontade de atuar. Mas nem a sua entrada, juntamente com a de André Lima no lugar de Leandro e de Tony na vaga de Julio César bastaram para melhorar a situação.

O Grêmio resumia seus ataques a chutes de média distância, a maioria pelos pés de Elano, um tanto apagado na partida. O Coxa também se aventurou no ataque, quase abrindo o placar com Vinícius e Dênis. O velho Marcel não contribuiu muito, mas isso já não é novidade. Mas foi dele a última oportunidade do jogo, recebendo de Gil e mandando uma cabeçada que levou perigo a Marcelo Grohe.

Com o empate, o Grêmio joga uma pá de cal sobre as remotas chances de alcançar o Fluminense. Agora, concentra todas as forças na Copa Sul Americana e também na briga pela segunda colocação no Brasileiro, para garantir, de uma forma ou de outra, a tão sonhada vaga para a Libertadores do ano que vem.

O Tricolor se manteve em terceiro lugar, agora com 59 pontos, um a menos que o Atlético-MG, que joga amanhã contra o líder Fluminense. Nessa rodada, o Grêmio ainda não corre risco de ser ultrapassado pelo São Paulo, que tem 4 pontos a menos que os gaúchos. Porém, é hora de acender o sinal de alerta no Olímpico, já que essas bobeadas em casa podem custar caro aos planos gremistas para a próxima temporada.


“O bom filho a casa torna”

18/10/2012

Foto: site oficial do Coritiba

Diante de um público de quase 14.000 pessoas, no Estádio Couto Pereira em Curitiba, o Coritiba venceu o Timbu e com o quarto triunfo consecutivo o Coxa chegou a 41 pontos e praticamente está fora de qualquer ameaça de rebaixamento, mas não foi apenas isso que alegrou ao torcedor Coxa-branca na noite dessa quarta-feira, foi também o definitivo anúncio do retorno de Alex.

Durante o intervalo da partida, onde o Coritiba já vencia pelo marcador de 2 a 0, através de um telão instalado no estádio, o meia Alex anunciou o seu retorno através de um vídeo:

“Em 1997 eu saí e fiz uma promessa para mim mesmo, que um dia eu retornaria e teria o prazer de vestir essa camisa novamente. Sempre sonhei com minha volta e preciso que todos nós consigamos sonhar juntos. Peço a vocês que façamos o Coxa forte e vitorioso…”

Com essas palavras, o meia convoca a torcida para comparecer ao Estádio Couto Pereira, nesta quinta-feira, às 16 horas, para sua apresentação e dá fim a novela que se iniciou quando deixou o Fenerbahçe. Estavam na disputa pra ter o craque em seu elenco o Palmeiras, o Cruzeiro,  além de rumores do Grêmio também ter cogitado brigar pelo jogador.

Com 35 anos, o craque assinou um contrato de 2 anos e tem uma proposta para se tornar cartola do Clube após pendurar as chuteiras. As conversas sobre um possível retorno ao time que o atleta sempre declarou torcer, começaram em junho, quando o jogador estava em férias da temporada europeia, a rescisão com o time turco, fez com que as negociações se acelerassem.

Acredito que Alex escolheu o Coritiba por uma razão, o amor pela sua origem, hoje, infelizmente um sentimento ausente entre tantos atletas no “mercado” da bola, são poucos os que não se dobram diante de propostas milionárias e isso faz de Alex mais ídolo ainda.

Resolveu, portanto, encerrar sua brilhante carreira no time que o descobriu, que o apresentou ao Brasil, a Turquia e ao Mundo!

Sorte do Coritiba por ter de volta o seu “Menino de ouro”!


O ídolo voltou, mas para ser de quem?

13/10/2012

Foto: Divulgação/Site Oficial do Fenerbahçe

No início do mês, o Fenerbahçe anunciou a saída de Alex após oito anos de clube. A especulação do principal motivo de sua saída é de que o clima entre técnico e jogador não estava nada amigável.

A rescisão gerou revolta nos torcedores do Fener que, cerca de duas semanas antes haviam inaugurado uma estátua em homenagem a Alex (foto), dessa vez foram até a casa do meia e fizeram protesto contra a diretoria que o dispensou.

Tristeza de uns, alegria de outros. Com o seu retorno para o Brasil confirmado, Alex passou a ser sonho das torcidas do Coritiba, Palmeiras e Cruzeiro, além de ser cogitado para atuar também no Grêmio.

O Coritiba é o seu time do coração, onde também foi revelado e se decidir ficar, estará próximo de sua família. Nessa semana, o irmão de Alex afirmou que ele já estava apalavrado com o clube paranaense e que só não irá para o Coxa se o time for rebaixado para a segunda divisão, onde o craque já disse que não gostaria de jogar.

Já o Palmeiras, time onde o jogador já foi campeão da Libertadores,  que disputará novamente a Copa Libertadores no ano que vem pela conquista da Copa do Brasil em 2012, diz ter uma proposta tentadora para o atleta, e tem a seu favor além da disputa no torneio das Américas, o centenário do clube em 2014. A diretoria do clube paulista pretende utilizar Alex para ações de marketing, porém, a permanência do time na primeira divisão fica difícil a cada rodada do Brasileirão, o que afastaria o meia do Palestra Itália.

Outro rival na contratação de Alex é o Cruzeiro, time pelo qual foi supercampeão no ano de 2003, conquistando o Campeonato Mineiro, a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro. O time mineiro têm poucas possibilidades de ser rebaixado, o que o deixa à frente dos demais concorrentes.

Já o Grêmio, que está muito perto de conquistar uma vaga para a Copa Libertadores, tem como uma das vantagens, a amizade do jogador e do técnico Vanderlei Luxemburgo, ambos foram supercampeões juntos pelo Cruzeiro e o técnico peitou sua permanecia à época no clube.

Alex desembarcou hoje em Curitiba e se mostrou muito emocionado pela recepção de cerca de 200 torcedores do Coritiba. A torcida do Cruzeiro também se mobilizou e, através do Twitter, lançou a hashtag #VoltaProCruzeiroAlex.

Independente das diversas propostas, no desembarque Alex disse que já sabe em qual clube encerrará a carreira e, segundo ele, o “sortudo” será revelado em 10 dias.

E você, para qual time acha que o meia deverá ir?


Noite ilustre, placar nem tanto

29/08/2012

O jogo nem começou tão tarde assim, porém as figuras encontradas no Estádio do Coritiba não foi de agradabilíssima sensação para o time do Inter, que mais uma vez viu seu elenco perder o jogo. Além dos carrascos Rafinha e Wanderlei, tivemos a presença de Tcheco (ex-Grêmio e hoje dirigente do Coxa), o nome de Juarez Roth lembrado e citado e ainda o jogador Lincoln (que eu ainda quero saber se esse nome veio através da memória do ex-presidente dos Estados Unidos, Abraham Lincoln.

E assim foi o placar, 1×0 para o Coxa Branca Paranaense. A maré de azar colorada subiu mesmo quando aos 6 primeiríssimos minutos do primeiro tempo, Juan se lesiona e fica sem poder seguir atuando em campo. A baia temporada do jogador, que veio da Europa, fez o atleta não estar bem aquecido para a quantidade de jogos e esforço que o Brasil exige. Tanto se fez que nada de sair gol no lado vermelho. Apenas “tentiadas”. No segundo tempo, todo mundo que tava de vermelho passou por de baixo de uma escada. Pois o gol que saiu das “virtudes de Rafinha” começou com uma bela jogada de Lincoln, na qual Muriel defendeu com a mão esquerda. Logo após isso, Bolívar tirou a bola da defesa. Essa, bateu sem querer no braço de Rafinha. No desvio, a bola entra dentro das redes e é gol do Coritiba.

 

Foto: Giuliano Gomes/Gazeta Press

A partir desta jogada, nada mais aconteceu. Alias, até teve bolas na trave e boas oportunidades. Alias, Diego Forlán recebeu uma jogada vinda da direita de Fred e perde a oportunidade na FRENTE da goleira.

O que isso resulta? Bom, a quantidade de lesões no time do Internacional vem se acumulando. O que todo mundo pensava é que o culpado por tudo isso seria o preparador físico de Dorival Junior, porém os problemas seguem com Fernandão. Ele, que está na 5ª partida sem vitória, pode ser demitido pelo mesmo Dorival Junior no final de semana, pois o Inter pega o Flamengo, atual comandado por Dorival. E agora?


Jogo ruim, mas imortal

22/08/2012

Fotos: Lucas Uebel

Abre-se um parêntese na semana Grenal para a Sul-Americana. No jogo de ida, o Grêmio se deu melhor que o Coritiba. Apesar do campo encharcado, André Lima conseguiu fazer o gol que deu a vitória aos tricolores – e a vantagem no saldo qualificado.

Sem poupar os jogadores, que têm um clássico pela frente, Luxemburgo optou por força máxima. A única mudança no time foi a entrada de Marquinhos no lugar de Zé Roberto, que pediu para ser poupado

Nos primeiros minutos, só deu Coxa Branca. Nos 11, os dois times já haviam perdido um gol. Primeiro com Roberto, na frente de Marcelo Grohe. Depois, Kleber Gadiador mandou loooooonge, longe.

Não demorou muito para o Coritiba relembrar que estava em casa e voltar a se impor. E aí, o meia Robinho encontrou Everton Ribeiro sozinho, que driblou Gilberto Silva, e abriu o placar. A decisão já se encaminhava para os pênaltis, quando, no finalzinho, Pereira derrubou Kleber na área. E os torcedores do Coxa, prevendo o gol de Elano, perderam a paciência e começaram a vaiar a equipe.

Meio cedo?

SIM!

No comecinho do segundo tempo, Roberto tratou de tirar o atrasado e colocou a bola na rede gremista. O Coritiba precisava de mais um gol para garantir a classificação. E com Naldo na zaga, conseguiu. Pereira fez o terceiro e, mais, “desbancou o tricolor gaúcho da Sul-Americana”.

Era o se ouvia na televisão…

Até Marcelo Moreno, aos 46 minutos, pegar a sobra de Souza e fazer o gol que ressuscitou o Grêmio na competição. Mais sorte do que juízo…


André Lima é….16!!

01/08/2012

No lugar da 99, 16.  Tá certo que uma das regras da Sul-Americana é que os times escalem seus jogadores do 1 ao 25,  mas o Guerreiro Imortal desfrutou da sorte, na noite desta terça-feira. E ela estava sentada em um dos camarotes do Olímpico. O eterno Jardel,  que carregava o mesmo número, na década de 90, viu o tão contestado André Lima marcar o único gol da partida contra o Coritiba, na estreia da segunda etapa da Sul-Americana.

Foto: Guilherme Testa

Mas não foi “só” isso que ele viu, não. Ele e mais 7 mil torcedores acompanharam de perto o que a chuva causou ao gramado do Estádio Olímpico. Foram 95 minutos de qualquer coisa, menos de futebol. Para se ter noção, em entrevista coletiva o próprio André Lima, junto com Léo Gago, admitiu as “bizarrices” dos lances. Perna pro alto, escorregões, deslizamentos até a pista atlética foram só alguns deles.

Embora o campo não apresentasse condições favoráveis, o meio campista Elano se destacou ao criar jogadas, principalmente, quando se arriscava a carregar a bola para dentro da área. Apesar do “pouco” futebol, Luxemburgo fez questão de valorizar a entrega dos jogadores. Era nítida a vontade de vencer e apagar, de vez, a derrota por 2 a 0 contra o Palmeiras, na Copa do Brasil.

Com o intervalo de cinco dias até o próximo jogo, Luxemburgo acredita que os jogadores se recuperarão do desgaste causado hoje à noite.

– Gilberto Silva está inteiro, Elano também. Hoje, os únicos jogadores que eu tirei foram: Zé Roberto e o Marcelo Moreno, que chegou à concentração com dor. Se for necessário, vamos trocar, mas eu acredito que até domingo, podemos manter a equipe.

O próximo confronto será contra o Bahia, no Estádio Olímpico pelo Campeonato Brasileiro.


Sequência furada

28/07/2012

Estava tudo indo tão certinho com o Tricolor gaúcho, mas uma coxa polenteira chegou nos caminhos do Grêmio e acabou com aquela sequência boa de invencibilidade. O Coritiba bateu os azuis com um placar de 2×1. E uma vitória no final do segundo tempo para desespero do técnico Luxemburgo.

Foto: Giuliano Gomes/Gazeta Press

Os gols demoraram para aparecer. Tanto é que o primeiro tempo todo o embalo foi morno. O frio estava contagiando os presentes no Couto Pereira. Só mesmo o segundo tempo para salvar.

Ele veio e com ele os 3 gols. O primeiro do Coxa Branca. Ayrton cobrou falta de pé direito e acalorou a galera. A água do chimarrão gremista ficou fria mas não por muito tempo, pois André Lima, de cabeça, empatou a partida 3 minutinhos depois.

O jogo já estava se ensaiando para um empate quando aos 44min, o Coritiba sacramentou a vitória. O atacante Leonardo bateu colocado e balançou as redes. Infelizmente o bom embalo Tricolor foi freado, e o então resultado empatado que levava o Grêmio à terceira posição, deixa o mesmo na quarta. Menos mal que seguem no G4.

 

 

 


%d blogueiros gostam disto: