O gigante acordou e o campeão voltou

01/07/2013
Foto: Divulgação/FIFA

Foto: Divulgação/FIFA

Confesso que esses últimos dias me fizeram retornar a esperança em muitas coisas. Em primeiro lugar na humildade quando vi a postura da seleção do Taiti, a qual já falei anteriormente aqui no blog. Depois, a esperança na minha nação que foi pra rua, pois a rua é a maior arquibancada do Brasil. O gigante acordou e derrubou outro gigante. E eu, que sou de uma geração pós-caras pintadas fiquei emocionada com a manifestação pacífica dos últimos dias.

Mas, ontem em especial. Sempre gostei de futebol, sempre acordei no fuso horário que fosse para acompanhar a amarelinha. Porém, desde Dunga confesso que estava um pouco confusa em relação ao meu sentimento pela Seleção. Não sentia mais aquela identificação sabe? E isso me deixava profundamente entristecida. Para quem começou a acompanhar o futebol na final de 1994(o que justifica minha afeição pelo jeito Dunga de comandar) não era cabível perder o encanto.

As manifestações ofuscaram a Copa das Confederações para mim, ainda que tenha assistido a todos os jogos. Mas ontem foi diferente. Como não ser? Não havia sentado no sofá direito e Fred já brilhava o placar de 1 a 0. Demais. Gol de camisa 9. O prenuncio do que seria o resto do jogo que certamente vocês todos viram.

Sim, me emocionei, gritei e quase chorei. Agora assim meu sentimento de renovo era completo: O gigante acordo, o campeão voltou e eu oficialmente estou louca para 2014. E não importa que digam que a Fifa comprou o resultado, eu sei a seleção que cresci vendo jogar! O mais legal é saber que mais do que nunca não somos só o País do futebol… Vamos para rua, vamos para o estádio! Para cima deles, Brasil.

 

Ps.: Poderia ter colocado Fred ou Neymar. Escolhi David Luiz pois na minha opinião foi muito importante o jogo não ter ficado 1 a 1 quando ele salvou heroicamente o lance.

 

Anúncios

BICAMPEÃO!

22/11/2012
(Foto: Juan Mabromata/AFP)

(Foto: Juan Mabromata/AFP)

Na noite de ontem, a nossa Seleção enfrentou a Argentina em La Bombonera pelo Superclássico das Américas, mas nem de longe o Brasil se acanhou com a pressão vinda das arquibancadas.

Apesar de ter perdido nos 90 minutos, por 2 a 1, Brasil foi quase perfeito nas cobranças de pênaltis, e mais uma vez levantou a taça diante dos argentinos.

Foi uma noite de estreias, como a do goleiro Cavalieri e do jovem revelação, Bernard. O jogo foi marcado também pelo retorno de Fred à Seleção, que correspondeu às expectativas em campo.

No primeiro tempo foi um jogo mais equilibrado, o Brasil conseguia arrancar pelo meio e chegar ao ataque, porém, sem muita qualidade nas finalizações. Já argentina explorava bem as laterais e também conseguia chegar ao gol de Cavalieri.

Terminou assim o primeiro tempo, 0x0, um jogo “xoxo”.

Já na segunda etapa, a Argentina atacava mais e uma jogada de ataque conseguiu o pênalti. Jean fez falta em Martínez e Scocco cobrou com maestria, marcador aberto com vantagem argentina aos 36 minutos.

O Brasil não demorou para reagir, em um cruzamento de Bernard dentro da área, a bola rebateu no jogador argentino chegando em Neymar que tocou para Fred, muito bem posicionado na área, que chutou meio mal ajeitado, mas como a bola é conhecida do craque, entrou nas redes do goleiro Orión.

Apesar do gol brasileiro, o Brasil não soube administrar o empate e em uma grande falha da defesa, Montillo protegendo bem a bola, cruzou para Scocco que mais uma vez colocou a Argentina na frente do placar.

Jogo encerrado e a decisão do Supeclássica iria para o pênaltis. Brasil, como disse, foi quase perfeito, converteu 4 dos 5 pênaltis, o goleiro Orión defendou apenas a péssima cobrança de Carlinho.

Já Argentina errou com Martínez e Montillo, dando a taça do Superclássico ao Brasil!

Sabemos que a apresentação brasileira não foi das mais brilhantes, e há muito tempo o Brasil não é mais aquele que já nos fez acordar nas madrugadas para vê-lo jogar e com orgulho dizer: eu sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor.

Mas um “título” perante a Argentina é algo para se alegrar, apesar de alguns erros do técnico Mano Menezes, como tirar o Arouca e afrouxar ainda mais o meio de campo, creio que a Seleção da Era Mano, nunca esteve em um caminho tão certo.

DALE BRASIL!


Os selecionados…

02/08/2012

Todo clube torce para ter jogadores em destaque, reconhecidos mundialmente, que façam parte das respectivas seleções e tudo o mais, mas desde que isso não bagunce o planejamento.

E, no atual momento, o Inter está vivendo o lado negativo de ter um bom elenco. Antes da venda oficial de Oscar, o Colorado já contava com os desfalques de Damião e Oscar, que estão servindo a Seleção Brasileira. Agora, depois do término dos Jogos Olímpicos, Leandro Damião ainda terá mais um jogo amistoso onde defenderá a amarelinha.

Assim como o atacante, Forlán e Guinazu também foram convocados, cada qual para a sua seleção, para disputa de um amistoso. O problema? É tudo na mesma data, ou seja: o Inter já teria três desfalques garantidos para o confronto contra o Corinthians, dia 16.

Como essa possibilidade não agradou em nada a direção do clube, o Inter já está se movimentando para adiar o jogo contra o Timão, com a alegação desse grande número de desfalques por convocação.


Promoção: Goleiras TIM

04/11/2011

Do que é feito um jogo de futebol?

Um campo, ou canto qualquer. Pode ser de grama, de areia, chão batido, a rua ou até a garagem de casa.

Uma bola. De couro, de meia, de plástico.

E as goleiras. Originais, com traves, travessão e redes, ou dois simples objetos estrategicamente colocados, imitando uma goleira.

Elas são tão importantes quanto os gols. Já decidiram partidas e títulos, comemorados unicamente porque elas estavam lá e impediram o gol adversário.

Pensando nisso, a TIM, patrocinadora oficial da dupla GreNal, irá presentear diversos locais (em Porto Alegre e Região Metropolitana) com um par de goleiras novas. Destes, 7 serão escolhidos em um concurso cultural. O Salto Alto FC está junto nesta baita ação realizada pela operadora.

Para participar, acesse o site: WWW.TIM.RS, assiste o vídeo da promoção e cria uma frase explicando porque o par de goleiras deve ser instalado no local que tu queres!

Envia a frase para o twitter @GoleirasTIM com a hashtag #GoleirasTIM e fique na torcida! As frases devem ser enviadas de quarta a domingo.

A promoção começa neste dia 11 de outubro e tem a duração de 7 semanas, sendo escolhido um par de golerias toda terça-feira.

Inspire-se e chute. Torceremos pelo teu gol!



A segurança por trás de uma grande partida

02/11/2011

Assim como a Laura escreveu no post anterior, este também será meu último sobre o embate entre Ronaldinho x Torcida gremista. Mas será com um foco um pouco diferente do que já lemos até então aqui no blog.

Para uma partida movimentada com estádio lotado e possibilidade de protestos não pacíficos de torcedores contra jogadores, a segurança precisa ser reforçada. E aqui trago para vocês uma matéria especial feita pelo Brasil Urgente RS que conta como ocorre todo o processo de preparação para partidas de grande porte em que se tem uma preocupação com a integridade tanto do público espectador quanto dos atletas envolvidos.

Neste caso, assim como ocorre em Gre-Nais, o Batalhão de Aviação da Brigada Militar foi acionado, auxiliando a policia via helicóptero, escoltando a delegação do Flamengo do hotel até o estádio Olímpico e ficando de prontidão para qualquer eventualidade. Vale a pena assistir:

Realmente, essa partida mexeu com todos os setores de Porto Alegre.


De novo…

28/10/2011

…sonhamos com o Ouro e acordamos com a Prata?

Medalha de Prata no peito (Foto - Reinaldo Marques/Terra )

O ‘quase’ em competições de futebol feminino começa a incomodar. O Ouro chega a reluzir em nossos olhos, mas escapa em um lapso, aos 43min do segundo tempo, ou em disputas de penaltis, e faz desabar em nervos as guerreiras em campo.

Vamos contar a história do início. Nossa Seleção estreou no PAN estufando o peito de confiança diante da Argentina. E permaneceu assim até os 4min do primeiro tempo da partida final, contra o Canadá. A partir daí, foi nervosismo e desorganização por todo o resto dos jogos em que isto não ocorreu.

Não foi a primeira vez que deixamos escapar um título por falta de auto-controle. E ninguém pode dizer que o futebol delas deixou a desejar porque analisado no conjunto de todas as partidas, vimos muito bem que talento e habilidade temos ali. Falta o sangue frio para encarar uma decisão.

O apoio? Está sendo conquistado aos poucos, o público brasileiro vem se acostumando a torcer por rabos de cavalo lutando em campo e a imprensa vem abrindo espaço para divulgar o belo esforço que essas meninas fazem em campo.

Mas falta algo para conquistar um título! Alguém sabe me dizer o que?


Uma guerreira em busca do ouro

26/10/2011

O grande destaque da partida e responsável pelo gol da vitória brasileira que colocou a seleção feminina na disputa pela final do PAN, vive um momento contraditório na sua vida.

Comemoração de Maurine dedicada ao pai (Foto – Alejandro Acosta/Reuters)

Maurine sofreu a perda de seu pai neste domingo, vitima de uma parada respiratória. A atleta recebeu todo o suporte da delegação brasileira e teve a opção de abandonar a competição para juntar-se a família na despedida aqui no Brasil. Mas ela não quis.

Sua permanência no México tem apenas um motivo: quer trazer o ouro, tão sonhado pelo seu pai.  E pelo que se viu na semi-final, ela não irá poupar esforços para conseguir realizar esta homenagem.

 E assim é o esporte. Mesclando tristeza com alegrias, saudades com esperanças, pesadelos com sonhos. E revelando a cada dia guerreiras como Maurine, que transformam a dor em lições de vida.


%d blogueiros gostam disto: