RIP Futebol brasileiro

19/04/2014

Sabe a saudade? Aquele sentimento que nos faz ficar com a boca seca, o coração apertado e a ansiedade lá em cima? É esse sentimento que o torcedor do bom futebol está sentindo nesse instante. Não só pelos valores exorbitantes de gastos seja com estádio, seja com salário. Também não me refiro aos tempos de Mané Garrincha, Pelé e cia ltda. Estou falando de decência.

Ontem presenciamos algo inenarrável no gramado, mas mesmo assim vou tentar descrever em um resumo. A Portuguesa entrou em campo na noite de sexta-feira para a partida válida pelo Campeonato Brasileiro Série B contra o Joinville, na cidade catarinense. Porém, aos 17 minutos do primeiro tempo a partida foi encerrada pelo delegado do campo Laudir Zermiani que trazia em mãos uma liminar que decretava que a Portuguesa não poderia seguir participando daquele jogo e nem por todo o campeonato. Neste ano, um torcedor da Lusa e também advogado conseguiu um ganho na justiça que devolvia para o time os 4 pontos perdidos na Série A do ano passado (pontos esses que fizeram o time ser rebaixado). O descumprimento dessa liminar poderia fazer com que a Portuguesa levasse um processo nas costas em razão de uma queixa crime. Moral da história: o bolo ficou tão abatumado que o time paulista corre o risco de ser punido e ir parar na Série C.

Não quero expôr aqui toda a história e o possível desfecho que essa novela irá levar. Quero questionar sobre o que está acontecendo com o nosso esporte? É triste termos que sentir saudade dos tempos que o futebol era simples. Que os jogadores não ostentavam dinheiro. Que o esporte não competiam com as propagandas. Que a função do atleta era alegrar o país com um gol e só. O que o povo todo assistiu ontem foi um episódio ocorrido no país que em menos de 2 meses vai receber a Copa do Mundo (irônia?). É lamentável um time como a Portuguesa ter que passar por esse sufoco e também vergonha de estar alinhado a uma tramóia que o homem proporcionou. O Campeonato Brasileiro de 2013 foi marcado por liminares, tribunais, justiça (ou a falta dela) e desespero.

Mas e agora? Será que os próximos campeonatos serão sempre assim? Será que teremos que assistir a mais julgamentos do que bola em campo? Será que é necessário pagar jogadores caríssimos para nada, já que quem define mesmo é o órgão responsável pelo futebol brasileiro? Não quero criar polêmico e nem cavar mais ainda esta ferida, quero colocar a minha voz na internet e mostrar que não estou satisfeita com o que eu estou vendo. Não quero aqui dizer que o Fluminense merecia cair ou que outros times conhecidos são sempre beneficiados no final. Quero ser a favor do bom e do melhor. Quero aplaudir um gol de placa, quero vaiar os carrinhos violentos, quero gritar “é campeão”, quero vibrar com a Seleção… Estou pedindo demais?

Anúncios

Merecia mais

03/12/2012
Olímpico, pela última vez. Foto: ducker.com.br

Olímpico, pela última vez. Foto: ducker.com.br

Ricardo Chaves já cantava aquela musiquinha que fala que acaboooo-ou-ou acabou! Esse é o clima dessa segunda-feira para os times que jogaram o campeonato brasileiro. Já vou falar um pouco sobre o fim do brasileirão em si, no entanto não dá para deixar de falar de Grenal. Grenal é sempre grenal. Ok, de tão repetido o bordão já até perdeu  graça em algumas vezes. Ontem era mais do que um grenal. Era O Grenal. O ÚLTIMO Grenal do estádio Olímpico. Uma festa de despedidas que tinha um Grêmio motivado pela torcida e pela fase e um inter motivado pela má fase: era a última chance de trazer alegria ao seu torcedor.

Acaboooou, acabou!

Não vou narrar o jogo aqui. Já o fiz por pouco mais de 90 minutos ontem no twitter do Salto Alto FC. Todos sabemos o resultado. Vou falar um pouco das minhas impressões – como uma amante de futebol e apaixonada pela rivalidade grenal, já morei em outros lugares do Brasil e posso dizer que nunca vi algo igual.

Minha primeira dúvida já surgiu quando vi a escalação do Inter. Confesso a vocês que pensei que Dátolo seria a surpresa. Nem relacionado. Surpresa sim foi ver ambos os times retrancados jogando com três volantes. O Olímpico merecia mais ousadia nesse último jogo. Nos primeiros dez minutos parecia que a bola estava mordendo os pés dos jogadores pela quantidade de bicos. Werley se sentiu mal após choque com Ygor e foi substituído por Saimon – e na minha opinião o Grêmio perdeu com essa troca. Mas ok, lá pelos 35 minutos pareceu dar uma engrenada. Uma luz no fim do túnel, ou do tempo, sei lá. A emoção toda estaria no segundo tempo. Então vamos pular o machucado do supercílio do Damião e vamos direto a ele.

Segundo tempo. Muriel avança para defesa e Elano toca por cobertura. O goleiro tira com a mão. Expulsão. Até deu para entender: trocou o cartão pelo gol. Com essa sai Ratinho e entra Renan (que já está com rumores de ida para o Goiás, vocês viram?)

Inter com dez. Aí ferve o kissuco. Certo? Errado. Tinha tudo para piorar e as expulsões não parariam por ali. Houve um momento frente a tv em que me senti assistindo a batalha dos aflitos – comparação feita unicamente por causa das confusões.

O próximo da lista era Luxemburgo. Pela terceira vez no clássico. Aqui vale salientar a frase dita pelo técnico em sua coletiva: “futebol também é coerência”. Todos entendemos que o técnico não pode invadir o campo, no entanto foi digna a atitude de Luxemburgo ao tentar conter Anderson Pico em um princípio de confusão. Se não fosse por Luxa o circo teria pegado fogo. E teria sido feio para a festa do Monumental.

E o Inter que já estava com dez, ficou com nove e perdeu justamente quem? Leandro Damião. O homem de frente em meio à estratégia armada por Loss. Chega a hora de Cassiano (opinião de saltete: juntamente com Ygor uma das melhores surpresas de baixo custo do Inter em 2012). Aliás, alguém aqui pode me explicar porque o mesmo Cassiano deu lugar à Forlán sendo que D’Alessandro caminhava em campo? Não ouvi nada sobre lesão até agora. E seria a única justificativa.

Fecha o cerco no Grenal. Foto:divulgação

Fecha o cerco no Grenal. Foto:divulgação

Lamentável. É a única forma de expressão que encontro para o que foi o final de jogo. Osmar Loss chuta a bola de forma descontrolada, Saimon vai para cima. Agressões mútuas trocadas. O tempo fecha. Um rojão atinge um membro da comissão técnica do Inter. O clima segue tenso. O jogo em Minas Gerais acaba. Galo vence por 3 a 2. Para o Grêmio só interessa a vitória. O jogo segue parado para expulsões e brigas. O Grêmio precisa vencer. O árbitro apita o final. Sem chance de dar os cinco minutos de acréscimo dados. As opiniões sobre isso se dividem. Acabou.

Existem torcedores que gostam de ver o quebra-pau. Eu não sou uma dessas pessoas. Acho que nada justifica as cenas finais do grenal de ontem. Cinco expulsões são muito piores que seis volantes em campo. Não era a despedida que o Olímpico Monumental merecia. De consolo apenas a avalanche coletiva de despedida. E agora que venha a arena.

É só isso, não tem mais jeito. Acabou. Boa sorte.

Na ponta de cima da tabela. Fluminense campeão há três semanas perdeu para o Vasco. Galo fica na segunda posição. Ambas equipes garantidas na Libertadores. O Grêmio é terceiro e

pode vir a disputar pré Libertadores se o São Paulo se sagrar campeão da Sulamericana. E por falar em Sulamericana, em 2013 é hora de buscar o bi: O inter ficou no meio da tabela. Nono lugar. E joga o campeonato ano que vem.

Na ponta de baixo já conhecíamos três dos quatro rebaixados: Palmeiras, Figueirense e Atlético – GO. Ontem o Sport carimbou a ida para a segundona após perder para o Náutico. Portuguesa e Bahia salvas pelo gongo.

Jogam a série A do ano que vem:  Goiás, Criciúma (Goiás e Santa Catarina perdem representantes de ganham outros), Atlético-PR, Vitória (Paraná e Bahia ganham clássicos na disputa).


GREnal – O adeus ao nosso eterno casarão!!

27/11/2012

Faltam 5 dias para o tão temido dia. Temido por ser o último jogo do nosso eterno velho casarão – O Olímpico Monumental. Palco de tantas glórias, alegrias, comemorações, alentos e tristezas também. Nossa história está marcada nessa casa amada pela nação tricolor. Os holofotes irão se apagar, mas o Monumental estará pra sempre em nossos corações!!! ETERNAMENTE!!!

O Olímpico vai se despedir com um belíssimo jogo, com um clássico, o melhor clássico do Brasil – o GREnal!! Grêmio em busca do vice campeonato e a vaga direta à Libertadores 2013 e o sci disputando NADA. Absolutamente nada…só a sua dignidade (?). Tentar salvar um ano medíocre vencendo o Grêmio fora de casa. O mesmo sci que virou o saco de pancadas do Brasileirão dentro e  fora de casa, coisa mais linda de se ver.

Grêmio é sim o favorito, só a posição da tabela já resume isso, mas isso não quer dizer absolutamente nada. Temos que confirmar esse favoritismo dentro das 4 linhas. Amassando os vermelhos da Beira do Lago, sufocando, não deixando os mesmos jogarem. Impondo nosso futebol sempre com respeito ao adversário. Confio em ti, GRÊMIO QUERIDO!!!

Hoje ficou confirmado que o careca  Héber Roberto irá apitar o GREnal. Árbitro que fez uma péssima temporada. Não tem o menor cabimento colocarem esse arbitro para apitar um clássico da grandeza do GREnal, mas vamos que vamos – “Contra tudo, contra todos”.

Chegou a hora GRÊMIO. Nosso Olímpico estará lotado. Torcedores enlouquecidos motivando os guerreiros dentro das 4 linhas em busca de mais uma linda vitória. É ganhar ou ganhar – O OLÍMPICO MERECE!!

E aquele momento que o coração fica apertado só de imaginar o fim da nossa casa. Quero ver me tirarem lá de dentro domingo.  “Guenta” Coração!!!

Gisele Paixão

Levantando a bandeira azul no Salto Alto F.C.

 


Foco na Sul-Americana

24/10/2012

Sem mais pretensões além de alcançar uma vaga para Libertadores (essa muito perto de ser alçada) no Brasileirão, o Grêmio hoje vai atrás de mais um passo para conquista de um título inédito para o tricolor gaúcho.

O time gaúcho joga hoje pela Sul-Americana em posição favorável para ir às quartas de final na competição, isso porque, no confronto de ida, o tricolor superou os equatorianos do Barcelona de Guayaquil por 1 a 0, podendo empatar ou até perder por um gol de diferença se abrir o marcador, portanto, não deve ter dificuldades para garantir a classificação.

Caso o resultado seja de 1 a 0 para os visitantes, a decisão irá para os pênaltis.

Foto: Rodrigo Buendia/AFP

A ida as quartas de final na competição dará novo fôlego ao time gaúcho, que precisa recuperar a confiança do time e da torcida, depois dos três empates seguidos no Campeonato Brasileiro, sendo o último deles no último sábado, no Olímpico, diante do Coritiba.

Para enfrentar o Barcelona-EQU, Vanderlei Luxemburgo não poderá contar com Souza, ainda em recuperação pela torção no tornozelo esquerdo e também, o técnico decidiu por poupar Gilberto Silva, pela sequência de jogos e já projetando o confronto com o Bahia no campeonato nacional.

Assim, a provável escalação tricolor será: Marcelo Grohe; Pará, Werley, Naldo (Vilson) e Anderson Pico; Fernando, Marco Antonio, Elano e Zé Roberto; Kleber e Marcelo Moreno.

Grêmio e Barcelona-EQU duelam hoje no Estádio Olímpico Monumental, às 22 horas.

 


Grêmio se segura com a parte de trás

27/09/2012

Em noite de Grohe, Werley dá vantagem ao tricolor. Foto: RODRIGO BUENDIA/AFP

Um estádio pintado de amarelo. Era isso que esperava o Grêmio no jogo de ida pela oitavas de final da Copa Sul-Americana: a considerada maior e mais popular torcida do Equador. Pela primeira vez o time tricolor passou da primeira fase, não poderia ter um gostinho doce sem a dificuldade de um time que joga o joga da vida, como foi o caso do Barcelona de Guayaquil.

Consciente da pressão e da importância da competição Luxemburgo foi armado com 3 zagueiros, afirmando em sua coletiva pós jogo tal escolha ter sido baseada em estudo do adversário, de ver e rever tapes. “O técnico tem que ter conhecimento de qualquer esquema tático e usa-lo quando achar necessário”.

No primeiro tempo um time que parecia não ter se adaptado com o novo esquema tático. O Grêmio sofreu e a parte de trás brilhou: Marcelo Grohe foi o craque da partida fazendo grandes defesas ao longo dos 90 minutos. E Werley, o zagueiro goleador, que quando tudo parecia uma grande vantagem de empate abriu o placar ao fim do primeiro tempo. Não foi um começo bonito, mas foi eficiente.

Na volta do intervalo o perigo do Barcelona parecia estar mais controlado. Até os 14 minutos quando Tony foi expulso e obrigou Luxa – prestes a retirar Anderson Pico em má atuação – a repensar o esquema tático. Se segurar. Era o que restava ao tricolor com um a menos. E foi isso que ele fez.

Com o passar arrastado do relógio, o Barcelona foi diminuindo seu ritmo. Já com Marquinhos – a última substituição –  o Grêmio finalmente parecia administrar. Foi quando novamente chegou-se aos 45 minutos. E ele brilhou novamente: após um escanteio, um desvio quase culminou em empate, mas Werley salvou em cima da linha.

Ao fim do jogo Paulo Pelaipe se disse satisfeito com o que viu: “Já sabíamos o que teríamos pela frente, vimos a equipe do Barcelona jogando aqui e não existe jogo fácil”. Inspirado pelos 50 mil torcedores canários aproveitou a oportunidade para convocar a torcida tricolor contra o Santos. “O time vem com o que tem de melhor”.

Experiente, Luxemburgo evitou comparação entre os dois campeonatos: “Nossa vitória é de um time que quer alguma coisa. É diferente do brasileiro. É mais corrido. Tem que ser macho. Mas nosso adversário foi  leal. Jogou duro mas com lealdade  nosso time tá de parabéns”.

O jogo de volta é no dia 24/10, aniversário dessa que vos fala. Se é bom ou ruim? Só esperando para ver!

Até a próxima,

Gabi Schuch

 


É hoje! Quem será o adversário na Pré-Libertadores?

21/12/2011

O Inter se classificou em quinto lugar para a Libertadores. Ou seja, antes de entrar para a fase de grupos, tem um mata-mata chamado Pré-Libertadores. Em 2011, o Corinthians foi eliminado pelo Tolima. O colorado não quer repetir o que fez o time paulista, e hoje aguarda pela definição do seu adversário.

Once Caldas e Millonarios são candidatos a ocupar a vaga. Once Caldas e Junior disputarão a final do Torneio Finalización, da Colômbia, na noite desta quarta-feira. Caso o Once Caldas saia campeão, a Pré-Libertadores será disputada pelo Millionarios. Com a derrota do Once Caldas, este que ocupa a vaga. O jogo decisivo do Torneio Finalización começa às 19h na Colômbia, 22h no horário de Brasília.

Foto: Divulgação / Once Caldas

Colorados, que time preferem enfrentar na Pré-Libertadores? Deixem a opinião!


Quem precisava ganhar, ganhou

04/12/2011

Depois de um ano em que o Grêmio não teve nenhuma conquista, a última rodada do Campeonato era só para tentar acabar com a festa do rival. Se o tricolor vencesse o Gre-Nal, não haveria chance do colorado entrar na Libertadores.

O clima era de Gre-Nal mesmo, um daqueles domingos típicos, ensolarados, com as pessoas na rua usando as camisetas da Dupla, com a rivalidade aflorada em todos os cantos, com a imprensa especulando. O torcedor gremista que foi ao estádio usou um capacete de obra em alusão às obras paradas do Beira-Rio. Tudo provocação entre rivais.

Mas o fato é que o favoritismo era todo do Inter. O Grêmio já estava na Sul-Americana, o treinador pediu demissão na semana pré Gre-Nal e o colorado queria ganhar para disputar a Libertadores em 2012. E, por incrível que pareça, neste clássico deu o óbvio. Quem precisava ganhar, ganhou. E a motivação dos jogadores gremistas não foi suficiente.

O jogo foi disputado, mas com poucas chances de gol. O único gol do jogo, que colocou o Inter no 5o lugar, disputando a Pré-Libertadores, foi criado por um pênalti cometido por Fábio Rochemback em Oscar. D‘Alessandro cobrou e não deu chances para Victor.

Jefferson Bernardes/VIPCOMM

Acabou um ano complicado para a dupla Gre-Nal, sem títulos, sem disputar final da Libertadores ou a ponta de cima do Brasileiro. O ápice do ano foram os dois Gre-Nais da final do Gauchão, em que o Inter saiu vitorioso. A Recopa, vencida pelo colorado, foi a única conquista da Dupla. E, no fim das contas, esta conquista do 5o lugar pelo colorado foi o que salvou o 2011 do Rio Grande do Sul. Vamos nos planejar e fazer mais bonito ano que vem, hein?

Parabéns ao colorado pela vitória no Gre-Nal e pela conquista da vaga!


%d blogueiros gostam disto: