Sou gremista e não desisto nunca!

24/05/2013

– Levantando a bandeira gremista, Heleninha

 

Libertadores se foi, são águas passadas e remoer só dói mais. Nenhuma derrota é tão amarga quando tu vês que não foi uma derrota normal de quem disputa um campeonato de tamanha grandiosidade, que pode perder porque é do jogo. Perdemos porque não nos importamos em ganhar, perdemos por falta de vontade de todos que ali estavam, principalmente por falta de comando. O mais frustrante não foi ter perdido a Copa, mas, a maneira como perdemos. Tenho certeza que dentro do coração de cada Gremista ficou aquela amarga derrota de um Grêmio que não foi o Grêmio. Um time que entrou em campo na maior retranca já vista nos últimos tempos, com uma postura de quem tinha uma vantagem de uns cinco gols de diferença, sem vontade alguma, sem “rasgar a camisa” de ninguém.  Frustrante!

 

Vida que segue, e, que se inicia com o Brasileirão 2013.  Mais uma vez, esperanças renovadas. Que fique a Lição. A primeira lição ao nosso presidente nessa gestão. O cara a quem confiamos tudo pelo seu histórico no Clube. O cara que nos inspira confiança pela sua sabedoria e esperteza no futebol. Que a árdua eliminação na Libertadores acorde o Sr. Fábio Koff. Queremos Hierarquia. Manda quem, pode obedece quem precisa.

 

O Luxemburgo ficou? Ok, só que agora ele não é mais o cara que tira leite de pedra como fez no ano passado, ele agora é o técnico moscão que tem uma baita equipe e que está devendo para milhares de torcedores resultados positivos. E nós ESTAMOS DE OLHO!  A impressão que eu tenho é que o Sr presidente se cercou de pessoas sem capacidade de gestão, parecem funcionários terceirizados que não vestem a camisa, parece que ninguém ali é Gremista. Onde estão os aliados dos anos 90? Onde está a vontade de ganhar um título senhores? Onde está a voz de comando da diretoria? O que vocês estão fazendo aí?

 

ACORDEM PELO AMOR DE DEUS!

 

Domingo eu vou para Caxias, vou passar por cima de todo meu sentimento de frustração com o meu tricolor e vou de coração aberto apoiar o meu time como se eu amasse o técnico que o comanda, bem como, se estivesse de acordo com a postura de toda a diretoria. O que importa é o Grêmio! Espero de vocês, irmãos gremistas, a mesma postura. Vamos apoiar incondicionalmente, vamos levantar a bandeira do nosso Clube e mostrar para essa qualificada equipe que nos representa em campo que nós não desistimos do Grêmio, que nós cuidamos do Grêmio, e que a nossa parte estamos fazendo!

 

Segunda eu volto para falar de futebol!

Vamos Grêmioooooo!!!!!!!!!!!!!


O DESAFIO DO GRÊMIO SEM LUXA

16/05/2013

Oi gentiiiii!!!!

Primeiramente gostaria de me apresentar aos leitores: prazer, eu sou a Heleninha, a nova
colaboradora do blog, representando o time feminino das gremistas.
Já que vim pra falar de Grêmio, obviamente meu primeiro post é sobre LIBERTADORES, o campeonato que é a cara do Tricolor!!! Desde que me conheço por Gremista, vejo o Grêmio crescer nas horas difíceis. Vejo na mesma temporada um Grêmio apagado em determinados campeonatos e um Grêmio valente quando disputa uma Libertadores, por exemplo. O espírito é outro, a vontade de jogar é outra! Parece que qualquer elenco que estiver nos representando vai vestir a tricolor, bater no peito e gritar: Esse é o Grêmio, é esse campeonato que temos que ganhar! No jogo de hoje não vai ser diferente, saímos de Porto Alegre com uma vantagem pequena para quem quer ganhar uma Copa! Nada está decidido! E ainda vamos sofrer a  falta do nosso comandante Luxemburgo no Gramado. Mas quando, para o Grêmio, um jogo está decidido? E é isso que me fascina, é esse frio na barriga que alimenta minha paixão a cada ano. É estar chorando e nos últimos minutos soltar apenas um grito: IMORTAL TRICOLOR!!!!!!!!!!!!

E como está nos fazendo falta a emoção de soltar esse grito que há anos está preso! O Grêmio de 2013 só precisa de EMOÇÃO, time nós temos, como há muitos anos não tínhamos um, mas ta faltando bater no peito, ta faltando espírito gremista para esses Jogadores. Confirmada a suspensão do Luxemburgo, o meu frio na barriga aumenta. Não pode acontecer uma coisas dessas a essa altura da Libertadores da América, é obvio que vai atrapalhar o Grêmio. de certa forma, vai sim alterar o psicológico dos jogadores, não tem como ser diferente. Imaginem vocês um dia sem chefe! A cabeça do ser humano já está automaticamente preparada para fazer tudo que não deve quando o chefe não vai trabalhar! A gente sabe exatamente as nossas obrigações, os nossos objetivos, mas podemos nos dar o luxo de relaxar quando o chefe não está né??!!! Agora, tentem imaginar se aparece uma dificuldade pra fechar o maior contrato da tua empresa justamente no dia em que o chefe não foi e lá está apenas o substituto!

Alguns vão pensar: bom está tudo nas mãos do substituto mesmo, vou deixar que ele resolva, outros pensarão: esse aí sabe menos que eu, vou fazer do meu jeito…. e aí seja lá o que Deus quiser!!!! Os gremistas estão vivendo uma relação de amor e ódio com o Luxemburgo por não conseguir botar o time do grêmio pra jogar como deveria. Esse time do Grêmio era pra ser uma máquina, era para estar patrolando o que vem pela frente, mas falta a ALMA, falta o amor à camiseta que estão vestindo, essa que é a verdade. Só lembrar do time de 2007, o que era aquilo pra gente chegar numa final de Libertadores??? Como conseguimos aquela façanha? Olha o que fazíamos com os adversários dentro Olímpico, não passava um, com AQUELE TIME de 2007!!! Alguém botava fogo naquele time guerreiro! Apesar disso, não podemos ignorar a falta que nosso técnico vai fazer, o que me deixa menos incomodada com a suspensão do Luxa é que o nosso substituto tem justamente aquilo que venho mencionando neste post :  A ALMA, O AMOR AO CLUBE, O ARREPIO NA ESPINHA, temos o multicampeão com a camisa tricolor, Roger. Tenho certeza que o Roger vai dar o melhor de si, não acho que ele esteja preparado para assumir o comando de um grande clube ainda, mas, ele é tudo o que temos para essa Libertadores e, além do mais,  meu feeling me diz que essa dificuldade somada ao absurdo dito pelo jogador do Santa Fé, que “vão comer o Grêmio”. Acordarão o GUERREIRO IMORTAL  e faremos uma grande partida!

Vai lá Roger, bota tua voz no vestiário, leva junto com ela toda a emoção de fazer parte desse Clube.

Nós confiamos em ti!!!!!

VAMOS GRÊMIO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


Semana para despachar os “Santas”

14/05/2013

A semana é de decisão para a dupla Gre-Nal e decisões abençoadas. Aqui no Estado, o Internacional decide seu futuro na Copa do Brasil diante do Santa Cruz. Um pouco mais longe, na Colômbia, é o Grêmio que vai ou racha na Libertadores contra o Santa Fe.

O primeiro a entrar em campo é o Colorado. Na quarta-feira, a partir das 22 horas, o time de Dunga enfrenta a equipe pernambucana, que assim como o gaúcho, também venceu o estadual. Motivado com a vitória sobre o rival Sport, o Santa Cruz desembarcou ontem à noite em Porto Alegre e o discurso dos jogadores era um só: atacar!

No jogo de ida, o Colorado ficou no 0 a 0 contra o Santa Cruz

No jogo de ida, o Colorado ficou no 0 a 0 contra o Santa Cruz

Que Dunga e companhia estejam de ouvidos bem abertos porque, convenhamos, 0 a 0 em Pernambuco não é lá um grande resultado. Qualquer empate com gols dá ao Santa Cruz a chance de seguir vivo na Copa do Brasil. Em contrapartida, 1 a 0, um placar fácil para o elenco colorado, garante o Inter na próxima fase.

E como falamos em “discurso”, lá nas alturas de Bogotá uma entrevista do atacante Wílder Medina ao jornal Marca fez a comissão gremista soltar “fogo pelas ventas”. Em público, e para os jornalistas, o papo foi amenizado, mas uma declaração do assessor de futebol do Grêmio, Marcos Chitolina, deu o tom que será o vestiário. “Vamos ver ainda se usamos a frase no vestiário. Depois do jogo, vamos decidir quem vai comer quem”, afirmou Chitolina.

Grêmio terá que entrar em campo com essa mesma garra de Fernando (Foto: Guilherme Testa/ Fotoarena)

Grêmio terá que entrar em campo com essa mesma garra de Fernando (Foto: Guilherme Testa/ Fotoarena)

Em mais um jogo decisivo o tricolor terá que entrar novamente em campo sem Luxemburgo. O técnico gremista teve a pena de seis jogos de suspensão mantida pela Conmebol. Quem guiará o time novamente é Roger – o que eu acho bem bom, mas isso é assunto para outro post.

Por ora, rezemos para os “Santas” entrarem em campo como coroinhas e que obedeçam aos deuses gaúchos!


Em busca da explicação

16/04/2013

É sério. Todo gremista esperava uma campanha melhor do tricolor na Libertadores. Em cinco jogos, até o momento, foram duas vitórias, duas derrotas e um empate. Por incrível que pareça, as derrotas foram para os times, teoricamente, mais fracos.

O elenco do Grêmio é muito bom. O time tem jogadores importantes, atletas que sabem o que fazer com a bola no pé. O técnico é um cara experiente. Experiente na vida, no campo, em títulos. O presidente não é daqueles que fica atrás de uma mesa. É daqueles que vive o jogo, que motiva o time, que interfere quando precisa.

Foto: Uol Esporres Fábio Koff é tão estrela quanto qualquer jogador

Foto: Uol Esportes
Fábio Koff é tão estrela quanto qualquer jogador

Então, o que acontece com o Grêmio? Uma campanha mediana, que só não deve colocar a classificação em risco, porque a equipe gaúcha precisa de um empate para seguir a adiante. Só não complica porque os outros times da chave fizeram campanha tão mediana quanto. O primeiro colocado tem oito pontos e o último seis. Todos têm chances de classificação, obviamente, com resultados combinados, mas têm.

O tricolor embarcou ontem para o Chile, onde enfrenta o Huachipato na quinta-feira, às 22 horas. Luxemburgo já definiu a equipe, que será a mesma que empatou em 0 a 0 com o Fluminense, na Arena. Só muda Marco Antonio, que machucado, dará lugar a Adriano.

Barcos e Vargas estão confirmados na frente. Afinal, o Vargas é chileno e conhece como os conterrâneos jogam. Pelo menos, é o que diz Luxa. O comandante tricolor também pediu que o grupo ‘pense e respire’ a decisão contra o Huachipato.

Não acredito que o Grêmio não se classifique. O tricolor tem estrela, tem garra, tem história. Mas é preciso muito mais do que isso para seguir adiante numa competição tão ferrenha quanto a Libertadores.


Atenção, gremistada!

30/01/2013

Infos sobre a logística para a Arena.

 

Vai com algum transporte público? Fique atento!

 

A partir das 17h a linha FUTEBOL estará em funcionamento, com saída do Largo Glênio Peres até a Arena. Essa linha, que tem saída conforme a necessidade e a presença de pessoas na fila de espera. O valor é o mesmo dos ônibus comuns, $2,85.

A questão principal é para quem vai voltar de ÔNIBUS, LOTAÇÃO ou utilizando o TRENSURB. Tem que ter atenção! Todas as estações de trem fecham às 23h20, mas a Estação Anchieta reabre à 0h15, para atender os torcedores que voltam da Arena. Os trens partirão conforme a demanda, em ambos os sentidos, até 1h30, quando a estação será fechada. Caso a partida vá para os pênaltis, o horário especial de funcionamento da Estação Anchieta será estendido até as 2h. No período da operação especial, as demais estações funcionam apenas para desembarque.

Sete linhas de ônibus terão funcionamento pelas redondezas da Arena para quem FOR ao jogo. Porém, para quem for embora do jogo com eles, precisam saber: funcionarão APENAS até a meia noite. SÓ até a meia noite. Então, além da linha FUTEBOL, outra saída é a linha T2 ARENA, uma linha especial que faz o trajeto pela Perimetral. Essa linha T2, para quem vai, terá seu funcionamento a partir das 17h, no terminal do Praia de Belas e, para quem for usá-la na volta, vai estar em funcionamento conforme a necessidade a partir do término do jogo. Tem gente pra pegar? Continua em atividade. O ônibus FUTEBOL e a Linha T2 Arena, para retorno do estádio, terão as suas saídas da esquina da Voluntários com a Padre Leopoldo Bretano.

Sobre as lotações, TRÊS LINHAS estarão funcionando ali na saída da Arena: HUMAITÁ (até o centro), LEOPOLDINA (até o bairro, via Assis Brasil) E SARANDI (até o bairro, via Assis Brasil). Todas elas, conforme a procura. Diferente das linhas normais de ônibus, as lotações estarão em funcionamento após a meia noite, mesmo que vá para os pênaltis. 

Acho que é isso, espero que tenhamos ajudado!


Só um pontinho. Eta soneca

10/06/2012

Alguns por aí declararam Fluminense x Internacional como o novo clássico brasileiro. Tal dito sai da última partida dos times, que marcou as oitavas de final da Libertadores da América. De um lado o bi campeão da competição Sul Americana. Do outro, alguns heróis dessa conquista como Abel Braga, Rafael Sóbis e Edinho. Bom, vendo por esse lado, até concordo com o codinome Clássico. Nem Inter e nem Flu estão disputando a taça, porém, fizeram a partida da rodada do brasileirão deste final de semana. E essa grande partida não saiu das duas bocas abertas bocejando. O 0x0 cansou o torcedor.

Não houve nada de super extraordinário nesse jogo. Não digo pela ausência de Oscar e Damião, que recém retornaram da Seleção Brasileira, pois acredito que, mesmo se ambos estivessem em campo, a história não teria mudado tanto. Nem a arbitragem, nem a escalação colaboraram. Dorival mandou para campo um estranho 4-3-3 que mostrou moleza e passes errados no primeiro tempo. Com a vinda do intervalo, todo mundo achou que os mais cansados sairiam de campo para a entrada de sangues famintos por gol. Mas não. O técnico do Inter seguiu com Marco Aurélio e Gilberto. Não avançou o time e deixou o recuo como o seu principal trunfo.

Fez errado, pois em vista o Fluminense não conseguia as finalizações que trabalhou. Foram 2 pontos perdidos para o Inter que estava melhor em campo mas teve seus pontos prejudiciais. Os Próximos jogos já contam com a participação dos garotos da Seleção (inclusive Guiñazu que jogou pela Argentina). Esse um ponto somado fora infelizmente fez o Inter cair para a quarta colocação.

Internacional: Muriel; Nei, Indio, Rodrigo Moledo, Fabrício, Jajá, Elton, Sandro Silva, Dagoberto (Fred), Marcos Aurélio (Mike), Gilberto (Maurides).

Fluminense: Diego Cavalieri, Bruno, Anderson, Gum,Carleto, Deco, Jean, Edinho, Wagner (Lanzini) Wellington Nem (Matheus Carvalho) Fred (Samuel).


O pênalti que fez falta

11/05/2012

A pior campanha do primeiro turno da Libertadores. Um dos melhores elencos do Brasil. Enfrentava a melhor campanha. Fluminense de Abel Braga, Rafael Sóbis, Edinho, Fred, Deco… O primeiro jogo foi 0 a 0. Mas deveria ter sido 1 a 0. Dátolo errou um pênalti dentro do Beira-Rio. Esse pênalti perdido desclassificou o Internacional.

Hoje, com aquele empate sem gols, o colorado jogava por qualquer empate a partir de 1 x 1. O tricolor precisava vencer. Só que jogava em casa, no Rio de Janeiro, que por sinal decepcionou em termos de público. Foi um jogo pegado, muito bom. O colorado começou mordendo. O seu meia, Oscar, por quem o colorado lutou muito, jogou com fome de bola. E foi em um passe dele que o centroavante abriu o placar. Leandro Damião recebeu e mandou para o fundo das redes.

Mas o Flu não demorou para responder, e, menos de dois minutos depois, Thiago Neves cobrou falta e Leandro Euzébio se antecipou a Fred para, de cabeça, deixar tudo igual. Ainda estava dando Inter. Ainda no primeiro tempo, o tricolor virou. Thiago Neves cobrou falta na cabeça de Fred, que chutou por cima de Muriel. Esse resultado classificava o Fluminense, já que Dátolo perdeu aquele pênalti no Beira-Rio.

Foto: Terra

O segundo tempo foi de muita pressão do time gaúcho, mas não deu para chegar ao gol. Tinga e Dátolo estavam sem muita criatividade no meio campo. Dorival sacou os dois, colocou Jô e Jajá. No lugar de Guiñazu, Dagoberto foi inserido em campo. Mas as substituições, apesar de darem mais velocidade ao time, não foram efetivas. E o tricolor carioca segue na competição, vai enfrentar o Boca Juniors na próxima fase.

O Inter tem a decisão do Campeonato Gaúcho no domingo e vai se preparar para o Brasileirão. Que jogo de futebol tivemos esta noite!

Fluminense: Cavalieri; Bruno, Leandro Euzébio, Gum e Carlinho; Edinho, Jean, Deco (Valencia) e Thiago Neves; Rafael Sobis (Marcos Júnior) e Fred (Rafael Moura). Técnico: Abel Braga

Inter: Muriel; Nei, Moledo, Índio e Fabrício; Sandro Silva, Guiñazu (Dagoberto), Tinga (Jô), Dátolo (Jajá) e Oscar; Leandro Damião. Técnico: Dorival Jr.


%d blogueiros gostam disto: