Censurado

O assunto já está batido, debates já foram feitos, brigas assistimos e mesmo assim nada aconteceu. Não estou dizendo que sou contra mas também não citei aqui que sou a favor. Pelo lado brasileira de ser e pelo lado da minha vida jornalística, não posso deixar de comentar sobre esse vídeo:

Só ele já falou em poesia tudo o que o povo do Brasil está sentindo mas não tem coragem de falar. E eu também não tenho. No peito, eu bato com o punho e digo que quero ver a taça do hexa ser erguida. Mas no fundo, eu faço parte daquela gente que, mesmo com carteirinha de plano na mão, espera 2 ou até 3 horas para a saúde ser atendida. Eu tenho nas veias um sangue de um povo esperançoso que coloca fé em um evento gigantesco sonhando que seu país vai sim melhorar. No entanto, o que a gente está assistindo não é a diversidade de nações que pelo país irão colorir e encher a pátria de cultura e sim uma nação ser enrolada com mentiras e promessas.

Em Porto Alegre temos um Estádio sede, um projeto bonito, um povo contente. Do outro lado, vemos problemas com a mobilidade urbana surtar a população. Passar 15 dias sem ônibus, passar 15 dias sem ter como trabalhar. Passar 15 dias sem ter o direito de ir e vir.

Rio de Janeiro, cidade maravilhosa. Pólo esportivo e ponto de encontro de turistas fascinados por sua beleza. Mas ainda somos obrigados a ler notícias de que em um hospital universitário desta mesma cidade foi encontrado corpos de 40 bebês amontoados no necrotério.

São Paulo, maior cidade da América Latina. Como poderia ficar de fora da Copa do Mundo? Fácil, construa-se um estádio de 600 milhões que mesmo assim não livrou 3 pessoas do óbito.

Copa pra quem

País do futebol, 12 cidades sedes. Porém ainda não conseguimos lotar estádios, os ingressos custam mais de 100 reais. Faço uma pergunta para os chefes de Estado do Amazonas e Cuiabá, o que será feito com seus Estádios? Será que os 500 milhões gastos por cada local não teria um destino melhor? Não tem gente morrendo de fome na Amazônia né? Também não tem problema de saúde e gente passando mal com o calor no pantanal?

Casas empilhadas, desemprego crescendo 12%, 3 pessoas mortas por dia por causa da violência, cidades tomadas por fumaças, analfabetos, desigualdade social, racismo, homofobia… E mesmo assim a gente grita gol.

Sim, torcedor. Eu ainda estou contigo. Faço parte daquele núcleo que não sabe como pagar a conta do dia seguinte, mas parcela no cartão o ingresso do jogo. Sim, torcedor, eu te entendo. Sei que a vontade de mostrar o amor pela pátria mãe gentil é mais forte do que procurar um emprego e conseguir colocar comida em casa. Sim, torcedor, eu quero. Eu quero comprar aquela camiseta amarela e abraçar o cara do lado quando finalmente o espetáculo começar. Sim, torcedor, eu sei. Eu sou brasileira.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: