Mais uma envolvendo sinalizadores

Ainda é recente o caso das mais de 200 mortes na cidade gaúcha de Santa Maria envolvendo um show pirotécnico no qual a banda utilizava de sinalizadores. Porém, o que era para ser bonito se transformou na maior tragédia do Brasil. O ocorrido é recente? Sim! O mundo inteiro ficou sabendo? Sim! Foram fechadas dezenas de casas noturnas por causa disso? Sim! Ainda tem gente que acha que um objeto que ilumina e é acendido com fogo não é perigoso? Sim!

19h05---com-sinalizadores-torcida-do-corinthians-faz-festa-nas-arquibancadas-para-comemorar-o-titulo-brasileiro-1323116654267_1920x1080

De fato. Ontem tivemos mais uma rodada da Copa Libertadores da América. Em campo estavam San José e  o  atual campeão da competição, o Corinthians. O que corre pela mídia é que algum torcedor do time brasileiro estava com um objeto explosivo para fazer barulho e luz em sua torcida. Porém, Kevin Betran Espada morreu no meio do jogo por ser atingido por um rojão, vindo da torcida do timão. E se isso for realmente comprovado, o bi campeão do mundo poderá ser severamente punido.

Estádio Jesús Bermúdez em San José de Oruro (Foto: Reprodução)

Estádio Jesús Bermúdez em San José de Oruro (Foto: Reprodução)

De acordo com as novas regras da Conmebol, o estatuto visa mudar a cultura e o comportamento que ainda reina no futebol sulamericano. A cada edição das competições internacionais é comum ver atletas e árbitros escoltados pela polícia por conta dos objetos atirados pelas torcidas e confusões dentro e fora de campo. São pedras, objetos pessoais (como tênis e até máquina digital) e os famosos rojões. E não precisamos ir tão longe para resgatar uma história de envolve esses fatos. Ano passado, pela final da Copa SulAmericana entre São Paulo e Tigre, o clube argentino alegou falta de segurança e não retornou mais em campo a apartir do segundo tempo. Isso deu a vitória e o título ao club Paulista.

Até o presente momento, a Conmebol não se pronunciou sobre o ocorrido no jogo de ontém. Uma das punições previstas para acontecimentos como esse é a exclusão da competição presente ou de futuras edições da Libertadores. Outras punições podem ser aplicadas como uma multa mínima de R$ 200 mil, anulação ou repetição do jogo, perda de pontos, determinação de resultado de jogo, atuar com portões fechados, perda de título ou prêmio, rebaixamento ou perda de licença. A entidade ainda se limitou a lamentar a morte do torcedor boliviano.

Se isso realmente aconteceu e o Corinthians for eliminado da Libertadores, quem aí acha que ão Paulo terá um caos envolvendo torcedores do timão?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: