BICAMPEÃO!

(Foto: Juan Mabromata/AFP)

(Foto: Juan Mabromata/AFP)

Na noite de ontem, a nossa Seleção enfrentou a Argentina em La Bombonera pelo Superclássico das Américas, mas nem de longe o Brasil se acanhou com a pressão vinda das arquibancadas.

Apesar de ter perdido nos 90 minutos, por 2 a 1, Brasil foi quase perfeito nas cobranças de pênaltis, e mais uma vez levantou a taça diante dos argentinos.

Foi uma noite de estreias, como a do goleiro Cavalieri e do jovem revelação, Bernard. O jogo foi marcado também pelo retorno de Fred à Seleção, que correspondeu às expectativas em campo.

No primeiro tempo foi um jogo mais equilibrado, o Brasil conseguia arrancar pelo meio e chegar ao ataque, porém, sem muita qualidade nas finalizações. Já argentina explorava bem as laterais e também conseguia chegar ao gol de Cavalieri.

Terminou assim o primeiro tempo, 0x0, um jogo “xoxo”.

Já na segunda etapa, a Argentina atacava mais e uma jogada de ataque conseguiu o pênalti. Jean fez falta em Martínez e Scocco cobrou com maestria, marcador aberto com vantagem argentina aos 36 minutos.

O Brasil não demorou para reagir, em um cruzamento de Bernard dentro da área, a bola rebateu no jogador argentino chegando em Neymar que tocou para Fred, muito bem posicionado na área, que chutou meio mal ajeitado, mas como a bola é conhecida do craque, entrou nas redes do goleiro Orión.

Apesar do gol brasileiro, o Brasil não soube administrar o empate e em uma grande falha da defesa, Montillo protegendo bem a bola, cruzou para Scocco que mais uma vez colocou a Argentina na frente do placar.

Jogo encerrado e a decisão do Supeclássica iria para o pênaltis. Brasil, como disse, foi quase perfeito, converteu 4 dos 5 pênaltis, o goleiro Orión defendou apenas a péssima cobrança de Carlinho.

Já Argentina errou com Martínez e Montillo, dando a taça do Superclássico ao Brasil!

Sabemos que a apresentação brasileira não foi das mais brilhantes, e há muito tempo o Brasil não é mais aquele que já nos fez acordar nas madrugadas para vê-lo jogar e com orgulho dizer: eu sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor.

Mas um “título” perante a Argentina é algo para se alegrar, apesar de alguns erros do técnico Mano Menezes, como tirar o Arouca e afrouxar ainda mais o meio de campo, creio que a Seleção da Era Mano, nunca esteve em um caminho tão certo.

DALE BRASIL!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: