Grêmio não faz a lição de casa e sonho do título fica mais distante

O Grêmio precisava da vitória sobre o Botafogo para se manter na segunda colocação, já que o Atlético-MG minutos antes tinha assegurado a sua sobre o Sport. Mas não foi o que se viu no Olímpico. O tricolor teve que engolir um empate aos 45 minutos da etapa final. Um a um com sabor de derrota e o retorno ao terceiro lugar da tabela. Agora, com 57 pontos, o time da Azenha está há 11 do líder Fluminense, que bateu de virada a Ponte Preta jogando em casa.

O Grêmio até que jogou bem, por vezes. O meio de campo continua sentindo a ausência de Elano e o ataque não vingou, novamente, com André Lima. Leandro mostrou regularidade e certa qualidade, mas não foi o suficiente. Marquinhos e Marco Antônio não tiveram criatividade pra levar pra frente o time, que desde o início da partida, foi bem marcado pelo Botafogo.

Foto: Mauro Vieira

Foto: Mauro Vieira

O primeiro tempo foi de poucas chances de gol e ambas equipes antecipavam a marcação. Para o Grêmio, aos dois minutos surge a primeira tentativa de abrir o placar. Com passe de Zé Roberto, André Lima conclui, mas sem perigo. Só aos 11 minutos o tricolor tem outra chance real. Leandro gira dentro da área e bate com força, mas o goleiro Renan defende no ângulo e manda para escanteio. Na sequência do lance, Marquinhos cabeceou pra baixo e Werley acertou o travessão em novo cabeceio.

No Botafogo, Andrezinho era o principal articulador de jogadas, mas não ofereceu grande perigo ao gol de Marcelo Grohe. Só aos 19 minutos, surge a primeira chance real com Fellype Gabriel.

Quase no final do primeiro tempo, Souza machuca o tornozelo e vira dúvida para a próxima etapa. O que acaba se confirmando. No intervalo, Luxemburgo dá lugar a Léo Gago, que aos cinco minutos da etapa complementar abre o placar com uma cobrança de falta precisa e certeira. Um a zero e 32 gremistas eufóricos. O Botafogo sente o gol e vai pra cima do tricolor. Aos nove minutos, Rafael Marques bate forte, mas Grohe defende.

Luxemburgo, precavido, tira André Lima e coloca em campo Vilson na tentativa de segurar o placar. No mesmo instante, Oswaldo de Oliveira substitui e entra Seedorf. Até os 45 minutos nada de muito diferente do que se viu ao longo da partida. Leandro era destaque para o Grêmio, com velocidade o jovem atacante gremista desafiava a defesa do Botafogo.

Mesmo sem muita qualidade, o time carioca conseguiu empatar. Bruno Mendes dominou no lado esquerdo da área, girou e bateu de perna direita, no canto esquerdo de Marcelo Grohe. Um a um e o estádio se cala. Pouco a pouco os gremistas vão embora com a sensação que o sonho do título, que embora sempre difícil, agora está mais distante.

Na próxima quarta-feira o Grêmio vai ao Rio de Janeiro enfrentar o líder Fluminense. O jogo será no Engenhão e começa às 19h30. Mais do que sorte, o tricolor precisa agora a famosa raça dos pampas.

Micheli Aguiar

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: